Cree en grande.
CONMEBOL

Giovanni Simeone: temos a ilusão intacta e queremos satisfazer a nação argentina

Giovanni Simeone: temos a ilusão intacta e queremos satisfazer a nação argentina

Giovanni Simeone, atacante da seleção Argentina, com 9 tantos é o goleador do Sul-Americano Sub-20. No último jogo da albiceleste ante o Paraguai fez com dois tantos que o assegurou como líder inalcançável na tabela.

Gio, como é chamado seus companheiros e professores, com 19 anos diz estar traçando seu próprio caminho e não esconde sua felicidade pelo alcançado até aqui no torneio, a classificação ao Mundial Sub-20 da FIFA em Nova Zelândia e garantir a vaga direta ou a repescagem aos Jogos Olímpicos do Brasil. Sim, estou muito contento. A verdade é que, apesar de ter tido muita ilusão, não esperava que iria tão bem. Igual, o que me deixa mais contente é que a equipe haja se classificado ao Mundial e tenha assegurado ao menos a Repecagem aos Jogos Olímpicos”.

Reconhece a Humberto Grondona como um grande técnico e diz levar-se muito bem com seus companheiros da seleção: “Me levo muito bem, se formou um grande grupo. E Humberto me ajudou muito, é um grande treinador”.

Giovanni, atacante também do clube River Plate de Buenos Aires, é filho de Diego Simeone, ex-jogador da seleção argentina e atual DT do Atlético de Madrid da Espanha, quando lhe perguntamos de seu pai, responde: “meu pai me liga todos os dias, sempre está pendente de mim, tanto no plano pessoal como profissional. Me dá muito conselho”.

O artilheiro do campeonato só pensa na grande final do sábado, onde a seleção Argentina enfrentará o anfitrião Uruguai e pelejará pelo título: “estamos com muita vontade de coroar neste grande torneio com um título tão importante para o futebol argentino. Tomara que dê tudo certo”.

Uruguai tem uma equipe muito respetaida e, junto com a Argentina, em todos os torneios de seleções, foi sempre protagonista. Espera-se que a grande final entre estas duas seleções seja o corolário de um torneio tão competitivo como a presente edição do Juventude da América; como foi em particular para Giovanni Simeone.

 

 

CONMEBOL.com