Cree en grande.
CONMEBOL

Copa Bridgestone Libertadores: River Plate e Tigres, preparados para a grande definição

Copa Bridgestone Libertadores: River Plate e Tigres, preparados para a grande definição

River Plate da Argentina e Tigres do México se preparam para definir nesta quarta-feira (5) a Copa Bridgestone Libertadores da América 2015. O empate registrado na ida em Monterrey deixa abertas as chances de ambos times.

O estádio Monumental de Núñez será o palco para esta grande definição. 

Darío Ubriaco será o árbitro.

Estatísticas.

River Plate - Tigres

O historial tem três partidas, todas elas disputadas neste ano e com o mesmo resultaod: empatado.

5 de março: 1-1 na cancha do River (Carlos Sánchez – Joffré Guerrón)

8 de abril: 2-2 em Monterrey (Egidio Arévalo Ríos, Damián Álvarez - Teófilo Gutiérrez, Rodrigo Mora).

29 de julho: 0-0 na cancha do Tigres

 

River Plate

Leva 100 triunfos como local na Copa Libertadores, sobre 148 encontros disputados. As partidas restantes foram 30 empates e somente 18 derrotas. Marcou 304 gols e recebeu 120.

Das últimas 20 nessa condição, apenas perdeu duas: Caracas 1-0 em 2007 e Cruzeiro 1-0 neste ano pelas quartas de final. 

Cada vez que jogou uma final da Copa Libertadores como local, ganhou a partida. 

1966: Peñarol 3-2 (Daniel Onega, Juan Carlos Sarnari, Ermindo Onega – Pedro Rocha, Alberto Spencer)

1976: Cruzeiro 2-1 (Juan José López, Pedro González – Palhinha)

1986: América de Cali 1-0 (Juan Gilberto Funes)

1996: América de Cali 2-0 (Hernán Crespo 2)

Recebeu em oito ocasiões equipes mexicanas em torneios Conmebol: 3 – 2 – 3

América 1-0 (Libertadores 1998)

Atlas 3-2 (Libertadores 2000)

Cruz Azul 0-0 (Libertadores 2001)

América 0-1 (Libertadores 2002)

Santos Laguna 1-2 (Libertadores 2004)

América 2-1 (Libertadores 2008)

Chivas 1-2 (Sul-Americana 2008)

Tigres 1-1 (Libertadores 2015)

 

Tigres

Tem um equilibrado rendimento jogando como visitante na Copa Libertadores: 5 – 5 – 6

Na presente edição disputou 6 encontros em dita condição. 

River Plate 1-1

San José 1-0

Juan Aurich 5-4

Universitario de Sucre 2-1

Emelec 0-1

Internacional 1-2

Além do citado jogo ante River da fase de grupos deste ano, uma vez mais visitou uma equipe argentina em competições Conmebol: na edição 2005 venceu o Banfield 3-0 (Carlos Morales, Andrés Silvera, Sixto Peralta).

Das 10 últimas visitas das equipes mexicanas aos argentinos por torneios Conmebol, só se pôde realizar uma vitória: Boca Juniors 1 (Santiago Silva) – Toluca 2 (Carlos Esquivel, Edgar Benítez)

 

Árbitro – Darío Ubriaco

Leva 23 partidas pela Copa Libertadores, desde o seu início na edição 2010 (São Paulo 3 – Nacional de Asunción 0)

Nesta edição já esteve encarregado de três encontros

Once Caldas 1 – Corinthians 1

Atlético Mineiro 0 – Atlas 1

Colo Colo 0 – Santa Fe 3

Nunca dirigiu Tigres de maneira oficial, só uma vez com o River Plate e também foi em uma final. No passado 10 de dezembro, quando venceu o Atlético Nacional 2-0 e se consagrou campeão da Copa Sul-Americana.

conmebol.com

Design: DD/conmebol.com

Estatísticas. Eduardo Bolaños/ conmebol.com

Edição: conmebol.com