Cree en grande.
CONMEBOL

Copa Sul-Americana: um duelo inédito define o torneio

Copa Sul-Americana: um duelo inédito define o torneio

Um duelo inédito define a Copa Sul-Americana 2015. Confira os números do Huracán e Independiente Santa Fe.

Huracán - Santa Fe

Os finalistas da Copa Sul-Americana 2015 não registram duelos internacionais oficiais

Huracán

Estreou nesta edição na Copa Sul-Americana, com a excelente marca de ter alcançado a final.

Como local está invicto, já que ganhou três jogos e empatou o restante. Confira os números:

Tigre 1-0 (Federico Mancinelli)

Sport Recife 3-0 (Ramón Ábila 2, Mauro Bogado)

Defensor Sporting 1-0 (Ramón Ábila)

River Plate 2-2 (Patricio Toranzo, Ramón Ábila – Rodrigo Mora 2)

Em torneios Conmebol também é muito bom seu rendimento como local, onde disputou 14 jogos, registrando 7 – 6 – 2. As únicas derrotas foram na Copa Libertadores 1974 contra o Peñarol 3-0 e na Copa Conmebol 1994 frente ao Cerro Corá 4-1.

Pela primeira vez em sua história receberá uma equipe colombiana em competições Conmebol

Santa Fe

Esta é sua melhor atuação na Copa Sul-Americana

Até a presente edição, o máximo neste certame tinha sido o acesso às quartas de final em 2011, onde foi eliminado por Vélez Sársfield

Registra 12 encontros como visitante (2 – 6 – 4)

As únicas vitórias foram neste torneio 2015:

Nacional de Montevidéu 2-0 (Wilson Morelo, Luis Seijas) e Independiente 1-0 (Leyvin Balanta)

Será seu décimo cotejo internacional oficial na Argentina, onde tem uma ampla marca desfavorável, com 9  derrotas e 1 triunfo. Este foi em sua mais recente apresentação, quando superou Independiente 1-0 no dia 22 de outubro passado.

Árbitro – Antonio Arias

Registra 51 jogos em torneios Conmebol

Será sua quarta final internacional em certames por equipes do continente

Copa Sul-Americana 2012: Tigre 0 – São Paulo 0

Recopa 2014: Lanús 0 – Atlético Mineiro 0

Copa Libertadores 2015: Tigres 0 – River 0

Nesta edição de Copa Sul-Americana só esteve presente em um cotejo: Lanús 5 – Belgrano 1

Por certames Conmebol nunca dirigiu Huracán e só uma vez arbitrou o Santa Fe. Foi no dia 5 de maio deste ano, na derrota 2-1 frente ao Estudiantes de La Plata como visitante, pelos oitavas de final da Copa Libertadores.

 

Eduardo Bolaños/conmebol.com

Design:DD/conmebol.com