Cree en grande.
CONMEBOL

AMA atualiza a lista de substâncias e métodos proibidos dentro e fora das competições

×

Menssagem de erro

Notice: Undefined index: und em eval() (linha 1 de /data/www.conmebol.com/public_html/sites/all/modules/views/plugins/views_plugin_argument_default_php.inc(66) : eval()'d code).
AMA atualiza a lista de substâncias e métodos proibidos dentro e fora das competições

 

A Agência Mundial Antidoping publicou a lista de substâncias e métodos proibidos dentro e fora das competições incluindo também, as substâncias proibidas em determinados esportes.     

A FIFA, como Federação Internacional de Futebol, é filiada ao Código Mundial Antidoping sendo assim, a CONMEBOL ao ser sócia da FIFA, adota a mesma Lista de Substâncias Proibidas que a AMA.

 

¨Junto a Unidade Antidoping e a Comissão Médica da CONMEBOL, como federação internacional, adotamos a Lista de Substâncias Proibidas e o Código Mundial Antidoping que são emitidos pela Agência Mundial Antidoping (WADA-AMA) e que entrará em vigor no ano de 2020¨, comenta o presidente da Unidade Antidoping da CONMEBOL, o Dr. Osvaldo Pangrazio.

Em setembro de 2019, a AMA publicou a Lista de Substâncias Proibidas junto com o resumo das principais modificações e notas explicativas de 2020 e o Programa de Seguimento de 2020.

A lista, aprovada pelo Comitê Executivo da AMA no dia 23 de setembro de 2019, entrará em vigência no 1 de janeiro de 2020. Nela se especificam as substâncias e os métodos proibidos dentro e fora das competições e também as que estão proibidas em determinados esportes.

Essa lista se atualiza de forma anual, submetida a um extenso período de consulta com uma ampla seleção de organizações interessadas no controle de doping ao redor do mundo.

 

A AMA revisa a lista anualmente de modo que, para agregar uma substância à lista, é necessário que cumpra com pelo menos dois dos seguintes critérios:

o   Ter potencial de melhorar ou elevar o rendimento esportivo

o   Representar um risco de saúde real ou potencial para os atletas

o  Viola o espírito esportivo

A AMA declara que os atletas são responsáveis pelas substâncias que consomem e de se manterem informados dos métodos presentas na lista. Se responsabilizar-se-á o atleta ou a equipe de apoio em caso de violação das normas antidoping e se necessário se realizará comissões disciplinarias.

Por este motivo, a AMA publica a lista de forma antecipada permitindo que os atletas e equipe de apoio possam se familiarizar com as mudanças e tomar as medidas necessárias para garantir o cumprimento das normas da AMA e FIFA.

 

A AMA reitera àqueles atletas que por algum motivo médico legítimo tenham que consumir alguma substância ou realizar algum método proibido, que esteja na lista, que poderá ser realizado desde que cumpra com as condições que estabelece o Estândar Internacional para a Autorização de Uso Terapêutico (EIAUT). 

 

Para conhecer as principais novidades da Lista de Proibições de 2020 com respeito a edição de 2019, consultem o resumo das principais modificações e notas explicativas.

 

 

 

 

 

 

CONMEBOL.com