Cree en grande.
CONMEBOL

Argentina é campeã do CONMEBOL Sul-Americano Sub 15

Argentina é campeã do CONMEBOL Sul-Americano Sub 15

Argentina é campeã do CONMEBOL Sul-Americano Sub 15 ao vencer uma grande partida por 3-2 ante o Brasil, depois de cair 0-2, valorizando ainda mais a conquista da pequena seleção albiceleste.

As lágrimas de emoção no final do jogo da equipe argentina foram a expressão dos garotos de realizar tamanha façanha.

A história do jogo registra Kaio Jorge (33' e 41') em duas ocasiões, o segundo após uma recuperação em Flores da Argentina, ultrapassando o Brasil.

Era o início do segunto tempo e foi um golpe de água fria contra os argentinos.

Mas os atletas da Albiceleste Acreditaram Sempre  e escreveram uma nova história. 

Matias Palacios (43 ') colocou o desconto e Matías Godoy (46') marcou o 2-2 com o qual a Argentina igualou novamente, que lutou tratando de mudar o empate. 

E a vitória chegou de cabeça com Bruno Amione (74'), que ingressou na pequena área como um furacão decretando o 3-2, após um perfeito escanteio pelo lado esquerdo do ataque argentino.

-A partida-

Como em cada final, o início do jogo foi medido e calculado, com uma mentalidade fria, sem dar espaços ao oponente, ou arriscar muito. O juvenil 'Scratch' reluzia na circulação da bola, mas a velocidade e a cadência argentina neutralizou a estrutura da equipe brasileira.

Foi então que o Brasil usou a bola parada como um recurso para alcançar o primeiro objetivo, realizado por Kaio Jorge aos 33', antecipando as intenções do goleiro argentino. 

Com a desvantagem, a Argentina reagiu e avançou à zona de conquista, mas não encontrava chance e acabou saindo do primeiro tempo com um ligeiro prejuízo.

O segundo tempo inicia com emoção. No primeiro minuto a 'Canarinha' aumenta o placar novamente com seu atacante Kaio Jorge, para instalar a incerteza no campo local.

Mas o apoio de mais de 3.000 fãs que ocuparam o Bicentenário, trouxeram motivação à Argentina, que redobrou os esforços e foi mais compacta, causando danos pelo lado esquerdo da defesa brasileira, onde apareceu Matías Palacios para pregar o desconto com um tiro preciso.

A Albiceleste, impetuosa para buscar a igualdade, alcançou o objetivo com a assistência de Franco Orozco para o atacante Matías Godoy, que trouxe o empate e a explosão de júbilo da torcida argentina.

Com o empate, o jogo tornou-se uma troca de ataques, desaparecendo a transição do setor médio, onde as duas equipes tiveram chances de marcar. Mas foi o anfitrião que invadiu a rede, com um golpe de cabeça do zagueiro central, Bruno Amione, aos 74 minutos.

O gol foi um golpe para o coração brasileiro, que buscava a vitória sobre a final, no entanto, encontrou uma defesa bem estruturada no fundo argentino, que obteve seu primeiro título da categoria e de forma invicta.

 

 

 

 

CONMEBOL.com