Cree en grande.
CONMEBOL

Brasil mostra 'jogo bonito': goleia Honduras 6-0 e passa à final das Olimpíadas Rio 2016

Brasil mostra 'jogo bonito': goleia Honduras 6-0 e passa à final das Olimpíadas Rio 2016

Conduzido brilhantemente por seu astro Neymar, Brasil começou a acariciar a medalha de ouro dos Jogos Olímpicos Rio-2016 ao golear Honduras por 6-0 nesta quarta-feira nas semifinais do torneio de futebol masculino no lendário Maracanã, sua segunda final consecutiva e que, poderá enfrentar Alemanha ou Nigéria.

Neymar, aos 15 segundos e 90’ (pênalti), Gabriel Jesus (26’ e 35’), Marquinhos (51’) e Luan (79’) marcaram os gols da seleção, três vezes medalha de prata em Londres-2012, Seul-1988 e Los Angeles-1984.

A ‘verde-amarela’ lutará neste sábado no mesmo estádio pela medalha de ouro contra o vencedor do duelo Nigéria x Alemanha, previsto para esta quarta-feira em São Paulo a partir das 19H00 GMT.

Brasil ficou a 90 minutos de seu primeiro ouro olímpico, ovacionado no Maracaná com grandes demonstrações do 'jogo bonito', que significa o caminho de regresso ao êxito internacional.

O mais rápido gol dos Jogos

Melhor não poderia ser o início da partida para o Brasil: Neymar aproveitou uma deixa do meia Johnny Palacios, aos 15 segundos de jogo, e ficou cara a cara com o goleiro Luis López para marcar o 1-0.

Explosão de emoção no Maracanã e récorde para o craque pelo gol mais rápido da história do futebol olímpico, superando os 30 segundos do hondurenho Alberth Elis, no Rio-2016 ante Portugal, e do mexicano Oribe Peralta, na final de Londres-2012.

Ficha técnica da partida:

Jogos Olímpicos Rio-2016 - Torneio masculino - Semifinais

Brasil - Honduras 6 - 0 (3-0)

Estadio: Maracanã

Público: 65.000 espectadores

Temperatura: 29ºC. Terreno: perfeito estado

Árbitro: Ovidiu Hategan. Assistentes de campo: Octavian Sovre e Sebastian Gheorghe (trio da Romênia)

Gols:

Brasil: Neymar (1, 90 -penal-), Gabriel Jesús (26, 35), Marquinhos (51), Luan (79)

Admoestados:

Brasil: Rodrigo Caio (36)

Honduras: Bryan Acosta (21), Allans Vargas (23), Jhonathan Paz (59), Johnny Palacios (62), Marcelo Espinal (73)

Escalações:

Brasil: Weverton - Zeca, Marquinhos, Rodrigo Caio (Luan García, 57), Douglas Santos - Walace, Renato Augusto (Rafinha, 77), Neymar - Luan, Gabriel Jesús (Felipe Anderson, 68) e Gabriel Barbosa. DT: Rogério Micale.

Honduras: Luis López - Jhonathan Paz, Johnny Palacios, Allans Vargas (Óscar Salas, 46) - Marcelo Pereira, Marcelo Espinal, Bryan Acosta (Allan Banegas, 72), Brayan García - Alberth Elis, Romell Quioto e Anthony Lozano (Jhow Benavidez, 46). DT: Jorge Luis Pinto.

 

 

AFP

CONMEBOL.com