Cree en grande.
CONMEBOL

Celeste inicia nova 'era Tabárez' em amistoso contra Coreia do Sul

×

Menssagem de erro

Notice: Undefined index: und em eval() (linha 1 de /data/www.conmebol.com/public_html/sites/all/modules/views/plugins/views_plugin_argument_default_php.inc(66) : eval()'d code).
Celeste inicia nova 'era Tabárez' em amistoso contra Coreia do Sul

aA seleção uruguaia vai estrear uma nova ‘era Tabárez’ quando faça o amistoso na sexta-feira em Seul contra a Coreia do Sul, sem a presença do goleador histórico Luis Suárez.

É que o 'maestro' Oscar Tabárez começa seu quinto período como treinador celeste com este encontro que - junto com o duelo contra o Japão, na terça-feira - será o início da preparação para a Copa América Brasil 2019.

Aos 71 anos, o treinador recordista do Guinness com mais partidas em uma seleção nacional da história do futebol, assumirá novamente as rédeas da ‘sua’ equipe, que liderou em quatro Copas do Mundo, com sua melhor participação na África do Sul 2010, quando o Uruguai terminou em quarto lugar com Diego Forlán como o melhor jogador do certame.

- Mudança reforçada -

Tabárez iniciou um processo de mudança na estrutura tradicional com alguns rostos novos. Contudo, com a experiência de seleção aparecem jogadores que reforçam esta convocatória, especialmente a partir da metade do campo.

No meio, Nahitan Nández, do Boca Juniors, vai dividir o protagonismo com Lucas Torreira, do Arsenal, indiscutido titular para os torcedores celestes, após sua participação notável na Rússia de 2018.

Rodrigo Betancur, da ‘Juve’, e Federico Valverde, do Real Madrid terão a revanche, apesar de ter garantido os pontos do Uruguai com um gol num jogo memorável e fundamental contra o Paraguai pelas eliminatórias, o "maestro" tê-los deixado fora da Rússia por preferir outros veteranos que já não estão em sua lista.

Outros nomes como Camilo Mayada, do River Plate da Argentina, ou o juvenil Marcelo Saracchi, do Leipzig da Alemanha, que jogou 63 partidas em seleções juvenis uruguaias desde a Sub-15, fazem parte da lista ‘asiática’ do DT.

Assim, Tabárez aposta nesse "processo" de relacionamento entre seleções adultas e menores que começou em 2007.

- Suárez ausente -

Na frente, Suárez e Edinson Cavani seguem firme. Mas o atacante do Barcelona não estará na partida com a seleção asiática porque espera o nascimento de seu terceiro filho.

Se o ataque se mantém com dois dos melhores atacantes do mundo, também se confirmam nomes que apareceram durante as eliminatórias, como Gastón Pereiro (PSV Eindhoven), e Maximiliano Gómez (Celta de Vigo).

Na zaga, Sebastián Coates, do português Sporting, será o substituto de José María Giménez, do Atlético de Madrid, lesionado.

Para Tabárez "o futebol sul-coreano é progrediu muito" e isso explica que joguem nove mundiais seguidos, mais que o Uruguai, disse quinta-feira em uma conferência de imprensa o treinador, que também elogiou a "evolução" do futebol naquele país.

O desafio deste amistoso, "defender bem e ser muito eficaz no ataque" ante uma seleção "competitiva", resumiu do seu lado, no mesmo caso, o capitão Diego Godín.

O Uruguai treinou em horário duplo na quarta-feira, de manhã e à tarde, em Seul, no Estádio Incheon Asiad.

 

 

 

 

 

 

 

AFP