Cree en grande.
CONMEBOL

Cerro Porteño sagra-se campeão da Copa Libertadores de Futsal 2016

Cerro Porteño sagra-se campeão da Copa Libertadores de Futsal 2016
Cerro Porteño campeão da Copa Libertadores de Futsal 2016.

Cerro Porteño campeão da Copa Libertadores de Futsal 2016.

O Presidente da Associação Paraguaia de Futebol, Robert Harrison fez a entrega dos prêmios.

A torcida azulgrená mostrou seu entusiasmo do início ao fim.

Río Negro da Colômbia ficou em terceiro lugar e conquistou o troféu Fair Play.

Árbitros do campeonato.

Río Negro, terceiro melhor time da Copa.

O Diretor Técnico do Cerro Porteño foi eleito como melhor do certame.

Jaraguá, vice-campeão da Copa Libertadores de Futsal 2016.

Juan Salas do Cerro Porteño foi o artilheiro do torneio.

No Poliesportivo do Clube Sol de América foi disputada a grande final da festa continental de clubes de Futsal, onde a equipe azulgrená se esforçou para obter o título e levantar a taça de campeão pela primeira vez. O Jaraguá do Brasil, um digno rival, chegou de maneira invicta à final e demonstrou seu nível de jogo fazendo honra aos clubes brasileiros que anteriormente inscreveram seus nomes como campeões neste certame sul-americano.

Cerro Porteño abriu o placar através do experiente Darío Herrera; Abdala, última contratação argentina do 'Ciclón', marca o segundo tanto; aumentou para o local Juan Salas e pondo ponto final no jogo, Richard Rejala, fez o quarto e último gol para os azulgrenás. Descontaram para o Jaraguá, Valenca y Poletto.

Equipes:

Cerro Porteño: Gabriel Giménez, Enmanuel Ayala, Gabriel Ayala, Richard Rejala e Francisco Martínez. DT: José Sánchez.

A.D. Jaraguá: Tata, Valenca, Galo, Poletto e Yuri. DT: Sergio Lacerda

Árbitros: Daniel Rodríguez (Uru) e Leandro Lorenzo (Arg). 3°: Christian Espíndola (Chi). 4°: Hugo Camargo (Col).

Rio Negro é terceiro colocado

Às 17:00 hora local foi disputada a partida pelo terceiro lugar em que saiu vencedor Rio Negro da Colômbia, ao vencer Kimberley da Argentina pela diferença de 2 – 1, os tantos foram convertidos por Giraldo e Bolívar para o conjunto cafeteiro e Marcone para os argentinos.

Equipes:

Kimberley: Gastón Broggia, Lucas Martínez, Julio López, Diego Apolonio e Patricio Aguirre. DT: Hernán Basile.

Río Negro: Johany Vergara, Julián Sarando, Jhonatan Giraldo, Wilmar Ramirez e Camilo López, DT: Nelson Cárdenas.

Árbitros: Henry Gutiérrez (Bol) e Jaime Jativa (Equ). 3°: Hugo Camargo (Col). 4°: Roly Rojas (Per).

Pódio da Copa Libertadores

O Presidente da Associação Paraguaia de Futebol, Robert Harrison, fez a entrega de troféus e medalhas aos campeões e vice-campeões bem como os demais prêmios aos jogadores e dirigentes do time de honra do certame. Harrison esteve acompanhado do Presidente do Clube Cerro Porteño, Juan José Zapag.

Troféu jogo limpo (Fair Play): Rio Negro de Colômbia

Arco menos vencido: Gabriel Giménez (Cerro Porteño do Paraguai)

Goleador do torneio: Juan Salas (Cerro Porteño do Paraguai)

Melhor Diretor técnico do torneio: José Sánchez (Cerro Porteño do Paraguai)

Quarto posto: Kimberley da Argentina.

Terceiro posto: Río Negro da Colômbia

Vice-campeão: A.D. Jaragua

Campeão: Cerro Porteño

 

 

 

 

CONMEBOL.com

Fotos: Nadia Monges