Cree en grande.
CONMEBOL

Chile encerra turnê asiática com empate contra Coreia do Sul

×

Menssagem de erro

Notice: Undefined index: und em eval() (linha 1 de /data/www.conmebol.com/public_html/sites/all/modules/views/plugins/views_plugin_argument_default_php.inc(66) : eval()'d code).
Chile encerra turnê asiática com empate contra Coreia do Sul

A seleção chilena empatou com a Coreia do Sul 0-0 no amistoso disputado nesta terça-feira na cidade de Suwon (norte), no final de sua turnê pela Ásia.

A Roja conquistou um empate sem gols na Coreia do Sul na terça-feira, no retorno de Arturo Vidal, depois de uma difícil lesão da qual estava se recuperando no seu clube, o FC Barcelona.

O Chile mostrou uma equipe jovem de bom jogo, mas que falhou no momento final, ante uma Coreia do Sul de jogo rápido, mas com erros grosseiros na sua defesa.

"Me senti bem, feliz pela equipe, voltamos a jogar e se notou que temos muita vontade de conseguir grandes coisas. Jogamos com a seleção (Coreia) que vem de jogar a Copa do Mundo e foi um bom desafio para os jovens da seleção", afirmou Vidal após o jogo.

Em outubro, volta a dupla data de amistosos em que o Chile enfrentará o México e o Peru. A Coreia do Sul jogará com o Uruguai e o Panamá.

- Vidal estrela -

O jogo vertiginoso dos 'tigres' da Ásia prevaleceu nos primeiros momentos da mão de Son Heung-Min, estrela do Tottenham inglês, mediante piques pela banda esquerda e fugazes diagonais, mas que a defesa chilena foi capazes de conter, mais duas boas intervenções do goleiro chileno-argentino Gabriel Arias.

Mas após 15 minutos, o Chile impôs condições, melhorou o controle da bola e aproveitou a lucidez de Angelo Sagal, que pela direita, foi um pesadelo para os coreanos, e que por um tiro de fora da área obrigou o goleiro Kim Jin-Hyeon a uma defesa de capa de revista, na jogada mais perigosa do entretido primeiro tempo.

Com muita entrega física e arengando constantemente seus companheiros, Vidal cumpriu como estrela e recebeu aplausos dos mais de 30.000 coreanos que durante todo o jogo entoavam suas canções particulares e em cada jogada de perigo gritavam de emoção e espanto.

No segundo tempo, os chilenos encurralaram os coreanos em sua área, que aumentaram o jogo duro e os erros na saída com o seu goleiro, que não foi utilizado pelos sul-americanos que estiveram perto de marcar quando Vidal recebeu a bola sozinho na área visitante, mas enviou sobre o arco.

Faltando 20 minutos para o final, o 'Rei' Arturo deixou o campo em meio a uma ovação de pé e depois de um jogo cansativo no qual mostrou que está recuperado de uma lesão no joelho que manteve o seu clube, o poderoso FC Barcelona, ​​de olho na dura turnê chilena pela Ásia.

A saída de Vidal e do volante Charles Aránguiz, desfigurou a sólido jogo do meio-campo chileno dando lugar para a investida final coreana que, finalmente, não conseguiu desequilibrar o empate.

 

 

 

 

 

 

AFP