Cree en grande.
CONMEBOL

Colômbia capacitada e pronta! América do Sul aguarda seu 1° Mundial Feminino

×

Menssagem de erro

Notice: Undefined index: und em eval() (linha 1 de /data/www.conmebol.com/public_html/sites/all/modules/views/plugins/views_plugin_argument_default_php.inc(66) : eval()'d code).
Colômbia capacitada e pronta! América do Sul aguarda seu 1° Mundial Feminino

O diretor de Competições de Seleções da CONMEBOL, Hugo Figueredo, assegurou que a candidatura da Colômbia como sede do Mundial FIFA Feminino 2023, é a melhor opção para “o crescimento e desenvolvimento do futebol feminino sul-americano”, que procura ser sede do seu primeiro mundial de mulheres.

Em uma entrevista exclusiva à CONMEBOL.com, o diretor Figueredo falou sobre vários assuntos, porém decidiu ressaltar e apoiar a candidatura da Colômbia para ser sede do Mundial FIFA Feminino 2023, o qual considera “mais que pronta para receber o primeiro Mundial feminino do continente”.

“A candidatura da Colômbia, é um fato que a CONMEBOL tomou como próprio já que, sobre todas as coisas, significa um impulso ao crescimento e desenvolvimento do futebol feminino sul-americano. Colômbia é um país que está capacitado, está pronto e conta com muita experiência para receber um torneio desta dimensão”, afirmou Figueredo, homem de muitos anos de carreira na organização de competições sul-americanas.

Justamente Figueredo reiterou, em base à sua experiência realizando torneios em dito país, que Colômbia tem pessoas e dirigentes capacitados, que levaram adiante magníficos torneios da FIFA e CONMEBOL, como por exemplo a CONMEBOL Copa América 2001, “que foi um grande êxito, terminando com a Colômbia levantando seu primeiro troféu continental”.

“Essa Copa foi a demonstração do grande esforço e trabalho em equipe realizados nesse país. E para quê ir tão longe?, se este ano celebramos o Pré-Olímpico Sul-Americano Sub 23, que bateu recordes em participação de pessoas, em audiência e redes, e isso demonstra plenamente que Colômbia está preparada para realizar torneios desta categoria”, destacou.

O país cafeteiro foi um dos pioneiros em profissionalizar o futebol feminino, “e seria um prêmio para todo esse esforço ser sede do primeiro Mundial FIFA Feminino no continente”, indicou Figueredo, no momento de assegurar que “América do Sul precisa do seu primeiro Mundial Feminino, para catapultar e fortalecer definitivamente as mulheres dentro do esporte-rei".

A Copa Mundial Feminina da FIFA de 2023 será a nona edição do máximo torneio feminino no nível de seleções do mundo. Será a primeira Copa Mundial Feminina que será disputada com 32 participantes.

A FIFA decidirá nesta quinta-feira 25 a nova sede para o campeonato feminino. Colômbia, é uma das candidatas para ser sede do certame ecumênico, junto com Austrália e Nova Zelândia (candidatura conjunta).

 

 

 

 

 

CONMEBOL.com