Cree en grande.
CONMEBOL

Com sobressaltos, México garante o primeiro lugar do Grupo C

Com sobressaltos, México garante o primeiro lugar do Grupo C

México ficou com o primeiro lugar no Grupo C da Copa América Centenário ao empatar 1-1 com a Venezuela nesta segunda-feira, a surpresa da chave que terminou em segundo lugar em uma intensa partida em NRG Stadium, em Houston.

José Manuel Velázquez, aos 10 minutos, para a Venezuela e o 'Tecatito' Jesus Corona, aos 80', para o Tri marcaram os gols do encontro.

Com este resultado, o México, vencedor da chave com 7 pontos e um saldo de gols de +4, vai enfrentar nas quartas de final o segundo colocado do Grupo D, onde Chile e Panamá partilham essa posição com 3 pontos e jogarão na terça-feira, na Filadélfia.

A Vinhotinto, em um momento doce depois de vitórias ante a Jamaica e o Uruguai, com os mesmos pontos e +2, poderia encontrar-se com a estrela Lionel Messi na próxima fase, já que a Albiceleste (6) comanda suavemente o Grupo D e enfrenta a Bolívia (0), em Seattle na segunda-feira.

O jogo contou com a presença de 67,319 espectadores, que marcou um dos melhores recordes de público até agora nesta Copa América Centenário.

Ficha técnica 

Copa América Centenário - Grupo C - Terceira jornada

México - Venezuela 1 - 1 (0-1)

Estádio: NRG (Houston, Texas)

Clima: campo coberto (20º C). Terreno: regular.

Público: 67.319 espectadores

Árbitro: Yadel Martínez (Cuba). Bandeirinhas: Joseph Fletcher (Canadá) e Darío Gaona (Paraguai).

Gols: Venezuela: José Velázquez (10); México: Jesús Corona (80)

Admoestados: México: Héctor Herrera (45), Jesús Molina (59); Venezuela: Alexander González (3), Christian Santos (52), Adalberto Peñaranda (69)

Formações: 

México: José Corona - Paul Aguilar, Diego Reyes, Héctor Moreno, Jorge Torres (Miguel Layún, 46) - Héctor Herrera, Jesús Molina (Javier Hernández, 68), Andrés Guardado - Javier Aquino (Jesús Corona, 18), Oribe Peralta e Hirving Lozano. DT: Juan Carlos Osorio.

Venezuela: Dani Hernández - Alexander González, Wilker Angel, José Velázquez, Rolf Feltscher - Alejandro Guerra (Rómulo Otero, 83), Tomás Rincón, Luis Seijas, Adalberto Peñaranda - Yonathan Del Valle (Josef Martínze, 65) e Christian Santos (José Salomón Rondón, 78). DT: Rafael Dudamel.