Cree en grande.
CONMEBOL

Comemoração emotiva da Roja pelo bicampeonato da América

Comemoração emotiva da Roja pelo bicampeonato da América

A comemoração final foi levada a cabo no estádio Nacional de Santiago (AFP).

Jogadores da Roja levantando o troféu centenário (AFP).

A Presidenta Bachelet acompanhou a celebração (AFP).

As duas copas América conquistadas pela Roja (AFP).

A equipe chilena celebrou neste domingo o bicampeonato da América, que conquistou há uma semana nos Estados Unidos. Tudo começou com a visita da Presidente da República do Chile, Michelle Bachelet, em Juan Pinto Duran para logo começar de ônibus o percurso pelas ruas de Santiago rumo ao Estádio Nacional.

Foram seis jogadores (Claudio Bravo, Gonzalo Jara, Jean Beausejour, Eduardo Vargas, José Pedro Fuenzalida e Nicolas Castillo), mais a comissão técnica e a delegação da Roja, que participaram da celebração no Estádio Nacional.

Tudo começou às 16:00, quando o presidente Bachelet, acompanhada pela Ministra do Esporte, Natalia Riffo, visitou a equipe no complexo Juan Pinto Duran.

Depois de uma saudação, os jogadores e a delegação embarcaram de ônibus para percorrer as ruas de Santiago e receber o carinho efusivo dos fãs.

Momentos depois, o ônibus chegou ao local de Ñuñoa e os membros da delegação foram subindo um a um ao palco.

"Estamos felizes em compartilhar com a torcida da Roja esta copa tão especial para o país. Em ocasiões anteriores que não conseguíamos ganhar, as pessoas se comportavam de forma maravilhosa", disse o jogador chileno Jean Beausejour.

Enquanto isso, Marcelo Diaz reconheceu que "é bom voltar a este estádio e lembrar que da taça obtida no Chile. Era um título que estava nos planos. Obter um segundo troféu, para esta geração é muito importante", confessou.

Enquanto isso, o capitão da Roja, Claudio Bravo, agradeceu ao povo "pelo tratamento recebido todo este tempo. Sacrificamos muito para obter este título", disse ele. "Estamos cientes da alta qualidade dos jogadores e da equipe técnica que temos", disse o goleiro.

Finalmente, fez um chamado aos fãs. "Desfrutem deste título, valorizem-no, porque foi extremamente difícil. Esperamos estar aqui celebrando num próximo torneio", encerrou.

Tudo culminou com uma volta olímpica simbólica com a Copa Centenário, em meio a flashes e alvoroço dos fãs.

 

 

 

La Tercera / CONMEBOL.com