Cree en grande.
CONMEBOL

Conclusões do 68º Congresso Ordinário da CONMEBOL

×

Menssagem de erro

Notice: Undefined index: und em eval() (linha 1 de /data/www.conmebol.com/public_html/sites/all/modules/views/plugins/views_plugin_argument_default_php.inc(66) : eval()'d code).
Conclusões do 68º Congresso Ordinário da CONMEBOL

Buenos Aires, Argentina – 12 de abril de 2017. Na quinta-feira, a Confederação Sul-Americana de Futebol -CONMEBOL- realizou, na capital argentina, seu 68º Congresso Ordinário, com a participação de delegados oficiais de todas as suas Associações Membro e com o acompanhamento de convidados especiais, incluindo o Presidente da Nação Argentina, o engenheiro Mauricio Macri, o Presidente da FIFA, o senhor Gianni Infantino, bem como os presidentes da UEFA, CONCACAF e CAF.

Na cerimônia de abertura, o Sr. Alejandro Dominguez, presidente da CONMEBOL, entregou ao Presidente da Argentina a Ordem de Honra do Futebol Sul-Americano, a máxima condecoração da CONMEBOL, em reconhecimento ao "exemplo de vontade, dedicação, aporte e contribuição ao desenvolvimento do futebol argentino e sul-americano"  durante seu mandato como presidente do Clube Atlético Boca Juniors.

Imediatamente após a abertura oficial do Congresso Ordinário, o Presidente Dominguez prestou contas e apresentou um balanço de sua gestão comandada pela Confederação Sul-Americana de Futebol no encerramento de 2017.

"Há dois anos, quando assumi a Presidência da CONMEBOL, prometi fazer grandes reformas: tornar as contas transparentes, fazer justiça, profissionalizar a gestão e, acima de tudo, gerar mais valor. Hoje, posso dizer com grande satisfação que cumprimos todas essas promessas. A nova Conmebol tem contas claras e abertas a todos, a casa está em ordem e o futebol sul-americano retomou o caminho do desenvolvimento", disse o presidente Dominguez.

Durante seu discurso, o Presidente Dominguez chamou 2017 de um ano de consolidação das principais reformas empreendidas em 2016 sobre os quatro pilares de mudança, destacando como uma grande conquista da CONMEBOL a realização, pela primeira vez em sua história, de licitações abertas e competitivas para comercializar os ativos e direitos esportivos da Confederação.

"Essa nova forma de comercializar estabelece um novo padrão de profissionalismo e transparência na América do Sul, que mostra que fazer as coisas da maneira certa produz ótimos resultados. Após um processo competitivo, garantimos um ingresso bruto de pelo menos US$1.400 milhões de dólares para a comercialização dos direitos de nossos torneios de clubes entre 2019-2022. Graças a isso, a partir de 2019 veremos recordes na distribuição de prêmios aos clubes participantes da Libertadores, Sul-Americana e Recopa ", enfatizou Domínguez.

No marco do Congresso Ordinário, o senhor Laureano Gonzalez, Presidente da Comissão de Finanças, apresentou os estados financeiros e contábeis auditados de 2017, assim como investimentos e contingências orçamentadas para 2018, que foram aprovados pelo Conselho (consulte aqui o Informe de Finanças 2017 aprovado no Congresso Ordinário e apoiado por um parecer independente da empresa de auditoria BDO). 

Entre outros assuntos, os delegados do Congresso aprovaram por unanimidade a composição do Tribunal Eleitoral e o Regulamento Eleitoral; a possibilidade de assinar um acordo estratégico com a CONCACAF e outras Confederações Membro da FIFA, bem como a possibilidade de incluir, na comercialização dos direitos esportivos em andamento para o ciclo comercial 2019-2022, ativos correspondentes às edições de 2018 dos torneios da CONMEBOL.

 

CONMEBOL.com