Cree en grande.
CONMEBOL

CONMEBOL LIBERTADORES BRIDGESTONE: The Strongest e uma batalhada vitória sobre Santa Fe

CONMEBOL LIBERTADORES BRIDGESTONE: The Strongest e uma batalhada vitória sobre Santa Fe

O atual campeão boliviano,  The Strongest, venceu nesta quinta o colombiano Independiente Santa Fe (2-0) pelo Grupo 2 da CONMEBOL LIBERTADORES 2017, no jogo disputado no estádio Hernando Siles de La Paz.

Os dois gols foram obra do volante Alejandro Chumacero, aos 54 minutos depois de uma entrada fulminante do uruguaio Matías Alonso, que aproveitou um desajuste defensivo e o segundo aos 80 minutos em uma jogada pessoal na área.

A partida começou com duas equipes decididas a ganhar na metade do campo onde se definem os resultados, principalmente a equipe colombiana que cumpriu o que havia anunciado seu técnico como fórmula para buscar um resultado positivo, cortar os circuitos de saída da equipe boliviana, que atorado não encontrou o caminho para chegar ao arco contrário.

Nem Escobar, menos Chumacero, tiveram a possibilidade de gerar uma saída clara e se encontraram sempre com a força dos volantes de contenção colombianos, como Jonathan Gómez e Leyvin Balanta, fundamentais para impedir a transição ofensiva do time local.

Por momentos o elenco cardenal parecia a equipe local, em que tomava a iniciativa, e nessa projeção chegou ao menos em três ocasiões claras de gol, contra uma só do onze boliviano.

Roa aos 21 minutos e Arango dois minutos depois perderam as melhores ocasiões de gol; no caso de Roa perdeu no mano a mano com o guarda-meta Vaca e Arango falhou no remate final, ratificando que o tendão de Aquiles da equipe de Costas é a pontada final.

No segundo tempo melhorou o panorama para The Strongest que começou a ordenar suas linhas e a gerar essas sociedades que fazem do time boliviano um rival difícil.

Ainda que teve também a sorte dos ganhadores, porque aos 52 minutos, falhou inexplicavelmente o zagueiro central do Independiente Santa Fe na pequena área com um rechaço mal executado e deixou a bola servida para o atacante Alonso, que meteu o passe para a entrada fulminante de Chumacero para romper o zero e o arco invicto de 1.008 minutos do arqueiro Andrés Castellanos.

O gol deu tranquilidade à equipe boliviana, na qual não teve no primeiro período, e manteve firme frente ao time colombiano em seu afã de buscar o empate.

Aos 80 minutos The Strongest aproveitou outra indecisão defensiva e em vários passes, Chumacero ficou a tiro de gol na pequena área, para sentenciar a partida.

A vitória abre possibilidades de seguir avançando ainda que deve sortear rivais tão difíceis como o peruano Sporting Cristal e o lendário brasileiro Santos, que completam o grupo.

Ficha técnica:

Copa Libertadores 2017 - Grupo 2 - Primeira jornada

The Strongest - Independiente Santa Fe 2 - 0 (0-0)

Estádio: Hernando Siles (La Paz)

Espectadores: 25.000

Terreno: Bom

Árbitro: Patricio Lostau. Assistentes de campo: Ezequiel Brailosky e Iván Núñez (trio da Argentina)

Gols: 

The Strongest: Chumacero (54, 80)

Admoestações:

The Strongest: Maldonado (38), Wayar (86)

Independiente Santa Fe: Balanta (13), Urrego (14), Arango (29), K. Salazar (79), Gordillo (82)  

Equipes:

The Strongest: Daniel Vaca; Diego Bejarano, Luis Maldonado, Luies Martelli e Marvín Bejarano; Alejandro Chumacero (Rodrigo Ramallo, 84), Agustín Jara (Fabricio Pedraza, 71), Raúl Castro (Wálter Veizaga, 78) e Diego Wayar; Matías Alonso e Pablo Escobar. DT: César Farías.

Independiente Santa Fe: Andrés Castellanos; Héctor Urrego, William Tesillo, Carlos Henao e Juan Daniel Roa; Sebatián Salazar (Kevin Salazar, 65), Yeison Gordillo, Leyvin Balanta y Jonathan Gómez; Johan Arango (Jorge Obregón, 71) e Anderson Plata. DT: Gustavo Costas.

 

AFP