Cree en grande.
CONMEBOL

CONMEBOL recupera USD 55 milhões da corrupção e agora vai por mais

×

Menssagem de erro

Notice: Undefined index: und em eval() (linha 1 de /data/www.conmebol.com/public_html/sites/all/modules/views/plugins/views_plugin_argument_default_php.inc(66) : eval()'d code).
CONMEBOL recupera USD 55 milhões da corrupção e agora vai por mais
  • O 73° Congresso ordinário da CONMEBOL recebeu o informe do presidente Alejandro Domínguez sobre a recuperação de dinheiro roubado do futebol sul-americano.
  • O Presidente Domínguez solicitou e obteve um novo mandato do Congresso para prosseguir com o trabalho de restituição dos fundos que foram apropriados por ex-dirigentes.

O presidente da CONMEBOL, Alejandro Domínguez, apresentou ante o Congresso da entidade, reunido por videoconferência, um detalhado informe do processo dirigido para a recuperação de mais de USD 55 milhões das contas pessoais de Nicolás Leoz e Eduardo Deluca em bancos da Suíça e do Paraguai (https://bit.ly/3ePTpEf). À quantia inicial de USD 53,5 milhões foram somados outros USD 1,5 retornados nos últimos dias, um novo avanço que foi comunicado também aos congressistas. O informe de prestação de contas foi aprovado por unanimidade, incluindo os múltiplos parabéns pela gestão realizada.

Com esta conquista histórica a CONMEBOL não só passou a ser a única confederação do mundo em retornar ao futebol dinheiro da corrupção, senão que além disso deixou um valioso precedente e abriu o caminho para que outras instituições, incluindo a FIFA, alcancem objetivos similares.

Ao assumir o cargo, “fiz a promessa de fazer justiça além do judicial, de renovar a instituição, de gerar valor além do que era conhecido e de reinvestir esse valor, de devolver ao futebol o que é do futebol. E em todos estes pilares estivemos trabalhando intensamente”, declarou o presidente Domínguez.

O titular da CONMEBOL manifestou que esta conquista é apenas o início de um trabalho que deve ser continuado. Seguidamente, Domínguez solicitou a máxima instância da CONMEBOL a renovação do mandato do Congresso de 2017 -celebrado em Santiago de Chile- que ordenava a ele e sua equipe de colaboradores fazer tudo o que for possível para recuperar o dinheiro roubado do futebol sul-americano. A moção do presidente foi aceita por unanimidade pelo Congresso, de forma que o trabalho que agora dá seus primeiros frutos continuará com pleno apoio das associações membro.

É de destacar o incentivo e o apoio recebidos pelo presidente Domínguez e seus colaboradores por parte dos membros do Congresso nesta matéria. Os congressistas ressaltaram o trabalho da equipe da CONMEBOL e deram os parabéns pelos resultados positivos, especialmente pelos tempos difíceis que vivemos por efeito da pandemia.

Pela sua parte, Domínguez agradeceu pela confiança e a cooperação permanente das diferentes associações como fatores que fizeram possível a referida restituição assim como o retorno seguro das competições internacionais no continente. Neste sentido, enfatizou que a CONMEBOL foi a única confederação que pôde retomar seus torneios sem alterar o formato e mantendo altos níveis de competição.

O Congresso também escolheu novos membros das comissões permanentes da CONMEBOL, após a conclusão do período em funções de vários integrantes.

 

 

 

CONMEBOL.com