Cree en grande.
CONMEBOL

Copa Libertadores

A festa máxima do futebol continental

O NASCIMENTO DE UMA PAIXÃO CONTINENTAL

Na América do Sul as partidas oficiais entre clubes de distintos países nasceram em 1900, quando Francis Chevallier Boutell assumiu a presidência da Associação de Futebol da Argentina (AFA). Criou a Copa Competencia e doou o troféu que seria disputado entre os clubes de Buenos Aires, Rosario e Montevidéu que se inscreveram para participar.

COLO COLO E A COPA DOS CAMPEÕES

O chileno Luis Valenzuela, presidente da Federação do Chile desde 1937 e da CSF desde 15 de janeiro de 1939, foi quem tornou esses sonhos em realidade. Em sua terceira presidência no clube Colo Colo, Robinson Álvarez manifestou sua decisão de organizar, em Santiago, a Copa dos Campeões da América. Durante os meses de fevereiro e março de 1948, o torneio foi levado a cabo junto aos clubes coroados de 1947. Vasco da Gama (Brasil) consagrou-se campeão.

A PROPOSTA TOMA FORMA

Em setembro de 1958 o novo titular da CSF José Ramos de Freitas (Brasil) enviou um telegrama para as Associações do Paraguai, Uruguai, Argentina e Chile, anunciando sua chegada a esses países que visitaria de acordo com essa ordem “com o propósito de considerar juntamente com os dirigentes, os problemas de importância relacionados com atividades futuras no continente”.

EM CARACAS A IDEIA É CONSOLIDADA

A CSF convocou em 30 de julho de 1959 um novo congresso em Caracas, por conseguinte a sede da Federação de um futebol incipiente. O ponto mais importante da reunião: a criação da Copa dos Campeões. A ideia original do Chile contava agora com o fervente apoio da Argentina e do Brasil.

Finalmente, em 2 de agosto de 1959, aquela reunião extensa passou a ser histórica. Com 8 votos a favor e um contra (Uruguai), além da abstenção da Venezuela, a CSF resolveu, por maioria de votos, a criação da Copa dos Campeões (assim foi chamada). Logo depois da sessão do congresso entre 27 e 30 de agosto de 1959 presidido por Fermín Sorhueta (Uruguai) foi decidido que a competição se chamaria “Libertadores da América”, em homenagem aos heróis que cimentaram a criação das nações sul-americanas.

O primeiro jogo na história do certame foi o protagonizado entre Peñarol do Uruguai e Jorge Wilstermann da Bolívia, que finalizou com um avultado 7-1 a favor da equipe uruguaia. A partida foi no dia 19 de abril de 1960. O campeão dessa edição foi Peñarol, que superou na final o Olimpia do Paraguai.

O vencedor desta competição disputa a Recopa Sul-Americana e a Copa Mundial de Clubes da FIFA. Disputa-se anualmente de janeiro a julho. A equipe campeã vigente é o Corinthians, ao vencer o Boca Juniors. O clube com mais títulos é o Independiente com sete e o máximo goleador é o equatoriano Alberto Spencer com 54 tantos.

Atualmente está em andamento a edição número 54 da competição entre clubes com mais prestígio e repercussão do continente: A Libertadores da América.

libertadores
Os Campeões: 
1960 PEÑAROL
1961 PEÑAROL
1962 SANTOS
1963 SANTOS
1964 INDEPENDIENTE
1965 INDEPENDIENTE
1966 PEÑAROL
1967 RACING CLUB
1968 ESTUDIANTES
1969 ESTUDIANTES
1970 ESTUDIANTES
1971 NACIONAL
1972 INDEPENDIENTE
1973 INDEPENDIENTE
1974 INDEPENDIENTE
1975 INDEPENDIENTE
1976 CRUZEIRO
1977 BOCA JUNIORS
1978 BOCA JUNIORS
1979 OLIMPIA
1980 NACIONAL (UY)
1981 FLAMENGO
1982 PEÑAROL
1983 GREMIO
1984 INDEPENDIENTE
1985 ARGENTINO JUNIORS
1986 RIVER PLATE
1987 PEÑAROL
1988 NACIONAL (UY)
1989 ATLÉTICO NACIONAL
1990 OLIMPIA
1991 COLO-COLO
1992 SÃO PAULO
1993 SÃO PAULO
1994 VÉLEZ SARSFIELD
1995 GRÊMIO
1996 RIVER PLATE
1997 CRUZEIRO
1998 VASCO DE GAMA
1999 PALMEIRAS
2000 BOCA JUNIORS
2001 BOCA JUNIORS
2002 OLIMPIA
2003 BOCA JUNIORS
2004 ONCE CALDAS
2005 SÃO PAULO
2006 INTERNACIONAL (BR)
2007 BOCA JUNIORS
2008 LIGA DE QUITO
2009 ESTUDIANTES
2010 INTERNACIONAL
2011 SANTOS
2012 CORINTHIANS
2013 ATLÉTICO MINEIRO