Cree en grande.
CONMEBOL

Delfin se fortalece em casa e mantém chance de classificação

Delfin se fortalece em casa e mantém chance de classificação

O equatoriano Delfín derrotou o argentino Defensa y Justicia por 3-0 (parcial 1-0), no jogo da quinta jornada do Grupo G da CONMEBOL Libertadores 2020 disputado em Manta (sudeste).

O atacante Janner Corozo abriu o placar para o local (12’), o colombiano José Valencia fez o segundo de tiro livre (72’) e Carlos Garcés fechou a revanche com goleada (75’).

O animado duelo teve a equipe argentina como protagonista, porém sem concretizar o domínio em gols, fato que o local aproveitou para conseguir a vitória com base em um grande trabalho em equipe.

O 'Peixe' é líder do grupo com 13 pontos, Defensa com 6, Olímpia se mantém com 5 e Delfín completou 4.

A série será definida na última jornada quando Defensa visite Santos e Olímpia receba o Delfín, com opções para todos os times.

- Dados -

  • Delfín igualou sua maior vitória em competições CONMEBOL (3-0 x Nacional do Paraguai na Libertadores 2019), enquanto que Defensa y Justicia igualou sua maior derrota em competições CONMEBOL (0-3 x Botafogo na Sul-Americana 2019).
  • As equipes do Equador ganharam 16 dos seus 27 jogos pela CONMEBOL Libertadores entre 2019 e 2020 (59,3%); tinham vencido só seis dos seus 21 duelos nesta competição entre 2017 e 2018 (28,6%).
  • Máximo Banguera, do Delfín, teve nove defesas contra Defensa y Justicia, a maior quantidade em um jogo da CONMEBOL Libertadores desde fevereiro de 2019, quando Alain Baroja (Caracas) defendeu 10 vezes, precisamente contra Delfín.
  • José Adolfo Valencia anotou seu primeiro gol e deu sua primeira assistência na CONMEBOL Libertadores, no seu sexto jogo (5 com Delfín, 1 com Independiente Santa Fe em 2017).
  • Máximo Banguera é o primeiro goleiro que dá uma assistência na CONMEBOL Libertadores 2020; também foi sua primeira assistência na competição, em 21 jogos disputados (este foi seu primeiro jogo com Delfín, os anteriores 20 foram com Barcelona).

 

 

OPTA / AFP