Cree en grande.
CONMEBOL

Detalhes da inédita superfinal da Libertadores

Detalhes da inédita superfinal da Libertadores

As finais de ida e volta da CONMEBOL Libertadores se despedem com um espetáculo de luxo. O superclássico argentino, Boca Juniors x River Plate, um duelo de grande história e tradição copeira definirá como último campeão o melhor dos dois jogos, para dar lugar, a partir de 2019, à final única. Estes são os detalhes do grande jogo.

  • Pela primeira vez em uma final da Libertadores se medirão Boca Juniors e River Plate, o superclássico do futebol argentino.
  • As finais serão jogadas sem o valor agregado do gol de visitante.
  • Em caso de paridade no saldo de gols após os 90 minutos do segundo jogo:

  - Serão jogados 30 minutos de Tempo Extra (Duas etapas de 15’).

   - Se a igualdade persistir, serão disputados pênaltis.

  • Durante o Tempo Extra do segundo jogo, poderá ser realizada mais uma mudança de jogador (quarta troca).
  • Os dois jogos definidores contarão com a assistência do árbitro de vídeo (VAR).

A expectativa cresce e é impossível dimensionar sua magnitude! Sem dúvida, é o duplo encontro estrelar do ano: Boca Juniors x River Plate, uma final sonhada por todos os amantes do esporte rei. 

O primeiro confronto será neste sábado, 10 de novembro, a partir das 17h00 (20h00 GMT), no estádio Alberto J. Armando, popularmente conhecido como 'La Bombonera'.

A revanche, uma semana depois, em 24 de novembro, a partir das 17h00 (20h00 GMT), no estádio Antonio Vespucio Liberti, conhecido como o 'Monumental de Núñez'.

Para o duelo final, o valor agregado do GOL DE VISITANTE não será aplicado. Premissa durante as fases anteriores do torneio (a partir das oitavas) e, como tem sido desde 2005, ano de implementação desta regra em caso de paridade de gols, mas que não se aplica à série final.

Em caso de igualdade no saldo de gols, após o segundo jogo, serão disputados 30 minutos de TEMPO EXTRA (duas etapas de 15 minutos). Caso ainda persista o empate, a decisão será com cobrança de tiros livres da marca do pênalti, com os cinco melhores cobradores.

Durante o Tempo Extra do segundo jogo, ambas as equipes contarão com mais uma troca (quarta troca de jogador).

Tal como aconteceu no final de 2017, e como a CONMEBOL tem feito desde as semifinais do ano passado e das quartas de final de 2018, o Sistema de Assistência de Vídeo (VAR) será utilizado pelos árbitros em ambas as partidas finais .

Conforme anunciado pela CONMEBOL antecipadamente, esta será a última edição com uma definição de dupla partida. A partir de 2019, a final da CONMEBOL Libertadores será com final única.

A bola da primeira final.

 

 

 

 

 

CONMEBOL.com