Cree en grande.
CONMEBOL

Dudamel pretende ter uma diversidade de jogadores

×

Menssagem de erro

Notice: Undefined index: und em eval() (linha 1 de /data/www.conmebol.com/public_html/sites/all/modules/views/plugins/views_plugin_argument_default_php.inc(66) : eval()'d code).
Dudamel pretende ter uma diversidade de jogadores

O treinador da Venezuela, Rafael Dudamel, indicou quarta-feira que pretende "ter uma diversidade de jogadores e não jogadores imprescindíveis", porque de outra forma considerou que "diminuirão as chances" do time sul-americano.

Falando à EFE, o treinador da Vinhotinto, disse antes da sessão preparatória no Campo Municipal de Alegria (Álava) que "as sensações são muito positivas" em uma etapa na qual dá lugar para jogadores não habituais.

Explicou que frente ao pré-mundial de Catar e com a intenção de "potenciar o coletivo", este é o "estágio ideal para permitir novos valores que competem por um lugar" na seleção nacional.

Dudamel lamentou que homens como Mikel Villanueva, Josua Mejáas, Sergio Córdova, Darwin Machís não puderam comparecer à chamada por várias lesões, mas disse que ao mesmo tempo observa "outras alternativas", porque em sua opinião, "há que pensar que essas circunstâncias são semelhantes" àquelas que podem ser apresentadas nas eliminatórias.

"Que os jogadores estão divididos no futebol mundial -apenas Luis Mago compete na Liga da  Venezuela- é sinônimo de crescimento, evolução e gostamos disso", comemorou o "professor" da Vinhotinto, para o qual é um "bonito trabalho” acompanhar os jogadores e estar "em constante comunicação com eles".

"Antes não tínhamos essa possibilidade e agora que temos, devemos saber como dar uma direção correta", acrescentou.

Em relação aos próximos dois jogos da equipe venezuelana contra Euskadi nesta sexta-feira em Vitória na para terça-feira em Barcelona contra Emirados Árabes, ele destacou o nível e a exigência que terão nos dois duelos.

"Embora a Seleção Nacional de Euskadi não seja uma equipe reconhecida pela FIFA, nós a tomamos como se fosse porque tem jogadores do mais alto nível e que acima de tudo têm o caráter competitivo e o orgulho de representar sua região", disse Rafael Dudamel, que enfatizou que, através desses encontros buscam "continuar fortalecendo" sua identidade e seu trabalho.

Apesar de serem encontros amistosos, o treinador da Venezuela garantiu que será muito útil porque "em cada treinamento e em cada partido" buscam "a melhor avaliação".

 

 

 

EFE