Cree en grande.
CONMEBOL

Duelos de gigantes nas Oitavas da CONMEBOL Sul-Americana

Duelos de gigantes nas Oitavas da CONMEBOL Sul-Americana

San Lorenzo versus Nacional, um duelo com tradição copeira

San Lorenzo, vencedor da primeira Copa Sul-Americana em 2002, tentará vencer um presente irregular contra o uruguaio Nacional, que apresenta uma série de vitórias consecutivas e uma bonita série de Oitavas do torneio regional que começa na quarta-feira.

O jogo será disputado na quarta-feira, às 19:30, hora local (22h30 GMT), no Estádio Nuevo Gasómetro, sob a arbitragem do brasileiro Raphael Claus.

O vencedor desta chave vai disputar nas quartas- de-final contra o vitorioso da série entre o brasileiro Fluminense e o equatoriano Deportivo Cuenca.

Possíveis formações:

San Lorenzo: Nicolás Navarro – Víctor Salazar, Fabricio Coloccini, Marco Senesi, Elías Pereyra – Nahuel Barrios, Ariel Rojas, Gerónimo Poblete, Pablo Mouche – Franco Renieri e Nicolás Blandi. DT: Claudio Biaggio.

Nacional: Esteban Conde – Jorge Fucile, Rafael García, Rodrigo Erramuspe, Alfonso Espino – Matías Zunino, Cristian Oliva, Luis Aguiar, Tabaré Viudez – Sebastián Fernández e Gonzalo Bergessio. DT: Alexander Medina.

DADOS:

San Lorenzo - Nacional                 

Saldo equilibrado em seus quatro confrontos internacionais

Dois empates e um triunfo para cada um

Todas as partidas aconteceram em 2001. Duas pela Copa Libertadores e outras duas pela Copa Mercosul

San Lorenzo local

Bom desempenho pela Copa Sul-Americana (16 – 3 – 4)

Acumula seis sem perder. A última derrota ocorreu ante River Plate 1-0 no dia 22 de agosto de 2013

Equilibrado resultado ao receber oficialmente equipes do Uruguai (5 – 2 – 4)

As 3 últimas derrotas foram: Peñarol 2-0 (Libertadores 2002), River Plate 1-0 (Sul-Americana 2009, onde perdeu por pênaltis 7-6) e Danubio 1-0 (Libertadores 2015)

Nacional visitante

Disputou 16 partidas pela Copa Sul-Americana (6 – 2 – 8)

Acumula quatro sem perder nem mesmo receber gols: Liga de Loja 1-0 (2012), Oriente Petrolero 3-0 e Santa Fe 1-0 (2015) e Sol de América 0-0 no dia 18 de julho

Visitou 38 vezes equipes da Argentina em torneios Conmebol (6 – 17 – 15)

A última vitória ocorreu ante Lanús 1-0 no dia 9 de março de 2017 pela Copa Libertadores

Árbitro – Raphael Claus

Partidas em torneios de clubes Conmebol: 17

Jogos na Copa Sul-Americana: 11. Dois são da atual edição: Caracas 0 – Everton 1 e Independiente Medellín 3 – Sol de América 1

Não dirigiu oficialmente San Lorenzo e Nacional 

 

Liga de Quito busca ampliar sua glória ante Cali

A Liga de Quito pretende recuperar seu prestígio na CONMEBOL Sul-Americana às custas do Deportivo Cali, que será medido na quarta-feira na partida de ida das oitavas-de-final do torneio.

Ansiando a glória que conquistou em 2009, quando alcançou o título da América do Sul, os alvos devem vencer alguns obstáculos, como por exemplo, os seus jogadores machucados para aproveitar a vantagem de local.

O jogo será disputado em Quito, no Estádio Casa Blanca, a partir das 19:45, hora local (00H45 GMT, quinta-feira).

A partida será dirigida pelo uruguaio Esteban Ostojich, que será apoiado nas linhas pelos seus compatriotas Richard Trinidad e Carlos Pastorino.

Possível convocação:

Liga de Quito: Adrián Gabarinni - José Quinteros, Franklin Guerra, Hernán Pellerano, Christian Cruz - Jefferson Orejuela, Jefferson Intriago, Anderson Julio, Fernando Guerrero, Johan Julio - Juan Luis Anagonó. DT: Pablo Repetto.

Deportivo Cali: Camilo Vargas - Darwin Andrade, Ezequiel Palomeque, Danny Rosero, Jeison Angulo - Andrés Pérez, Matías Cabrera, Didier Delgado, Kevin Velasco, Macnelly Torres - José Sand. DT: Gerardo Pelusso

DADOS:

Liga de Quito – Deportivo Cali                   

Sem confrontos internacionais oficiais

Liga de Quito local

Excelente resultado pela Copa Sul-Americana (25 – 4 – 4)

Acumula 4 vitórias consecutivas e perdeu apenas 1 das últimas 24: Universidad de Chile 1-0 na final da Copa Sul-Americana 2011

Está invicto recebendo oficialmente equipes da Colômbia (1 – 2 – 0)

Deportivo Cali visitante

Disputou 10 partidas pela Copa Sul-Americana (1 – 4 – 5)

O único triunfo foi recentemente ante Bolívar por 2-1 no dia 3 de agosto

Em 5 vezes visitou equipes do Equador por torneios Conmebol (2 – 0 – 3)

As vitórias foram: El Nacional 2-1 (Merconorte 1998) e Emelec 4-0 (Libertadores 2003)

Árbitro – Esteban Ostojich

Partidas em torneios de clubes Conmebol: 6

Jogos pela Copa Sul-Americana: 4. Doi são da edição atual: Nacional Potosí 2 – Fluminense 0 e Deportivo Cuenca 2 – Jorge Wilstermann 2

Não arbitrou oficialmente Liga de Quito e Deportivo Cali

 

 

 

 

AFP

Dados: Eduardo Bolaños