Cree en grande.
CONMEBOL

Equador leva vitória em seu 2º amistoso ante Guatemala

×

Menssagem de erro

Notice: Undefined index: und em eval() (linha 1 de /data/www.conmebol.com/public_html/sites/all/modules/views/plugins/views_plugin_argument_default_php.inc(66) : eval()'d code).
Equador leva vitória em seu 2º amistoso ante Guatemala

A seleção do Equador venceu Guatemala por 2 a 0 nesta terça-feira, em Chicago, no segundo amistoso do Tricolor, sob a liderança do DT colombiano Hernán Darío 'Bolillo' Gómez.

Uma barreira guatemalteca de cinco jogadores no fundo complicou o progresso dos equatorianos, que apesar de serem superiores durante o primeiro tempo na posse da bola e no ataque, tiveram várias chances de gritar gol mas o grito ficou preso na garganta.

A alegria para o Tricolor finalmente chegou aos 81 minutos, quando Enner Valencia marcou o primeiro gol do jogo disputado no Toyota Park, em Chicago.

O 'Superman' Valencia, que já havia se destacado no amistoso contra a Jamaica na última sexta-feira em Harrison (EUA), demonstrou mais uma vez sua eficácia no ataque e no passes de bola.

Equador vence Guatemala por 2-0 em Chicago
Com gols de Enner Valencia e Romario Ibarrahttps://t.co/bOutVqVxJw
Foto: @apifoto pic.twitter.com/2sF6Sh2dlD

— FEF Equador (@FEFequador) 12 de setembro de 2018

Depois de receber um passe longo de Juan Carlos Paredes, Valencia enviou de cabeça para dentro do arco defendido por Ricardo Jerez, colocando os equatorianos à frente.

Com esse tanto, o Valencia acumulou 23 gols com a seleção equatoriana e igualou em saldos com o histórico Álex Aguinaga. Ambos estão em quarto lugar na tabela de artilheiros do Equador.

Romario Ibarra aumentou a vantagem para a equipe equatoriana no minuto 84 ', com um jogo de três toques.

O goleiro Alexander Domínguez tirou a bola com um chute poderoso, mas chegou até a cabeça de Valencia, que ajeitou a bola e a entregou para um remate de Ibarra, que havia entrado no jogo aos 72', no lugar de Miller Bolaños.

- Um Tricolor que entusiasma -

Equador dominou o primeiro tempo, mas era notável sua preocupação do meio-campo à frente, onde a marcação sobre Valencia e Bolaños era  constante. Os bloqueios instantâneos da equipe bicolor também impediram o desenvolvimento em campo de Ayrton Preciado.

Apesar disso, o Tricolor gerou pelo menos três chances claras no primeiro tempo da partida. A primeira foi aos 23 minutos, quando após cobrança de escanteio, Alan Franco, que fez sua estreia com a equipe equatoriana neste duelo, entregou a bola para Bolaños, cujo chute foi desviado por Jerez.

Dez minutos depois, Bolaños ficou novamente mano a mano com o goleiro guatemalteco, que defendeu o ataque.

Naquele momento, o Equador já estava mais livre da marcação do time guatemalteco e tinha maior acesso ao arco. No entanto, a falta de precisão dos tricolores foi o impedimento para garantir a partida no primeiro tempo.

Valencia também teve sua primeira oportunidade aos 44 minutos. O 'Superman' avançou rapidamente desde o meio do gramado para o gol. Tentou mandar a bola para o canto esquerdo da rede, mas Jerez voltou para salvar sua equipe.

No segundo tempo, Guatemala aproveitou a falta de controle do Equador, que havia perdido ordem no campo.

O bicolor montou várias jogadas que colocaram os equatorianos em perigo. Wilmer Pérez e Carlos Gallardo fizeram seus rivais suarem com suas aproximações ao arco de Alexander Domínguez.

Para remediar a situação, o 'Bolillo' fez alterações no meio-campo e entrou Fernando Guerrero no lugar de Renato Ibarra e Edison Vega na posição de Sebastián Méndez.

A chegada de Ibarra e Jefferson Orejuela, que substituiu Franco, ajudou a reconstruir a equipe e recuperar o controle nos últimos 15 minutos da partida.

 

 

 

 

AFP