Cree en grande.
CONMEBOL

"Hoje entrego a braçadeira de capitão", afirmou Neymar

"Hoje entrego a braçadeira de capitão", afirmou Neymar

Neymar comemora levantando o braço com a braçadeira de capitão. De agora em diante, o festejo poderá repetir mas sem a braçadeira.

"Hoje entrego a braçadeira de capitão", assegurou o astro brasileiro Neymar depois de guiar a seleção à conquista da medalha de ouro nos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro-2016, em uma tensa partida contra a Alemanha que terminou em 5-4 nos pênaltis.

"Hoje me consagrei campeão e entrego a braçadeira de capitão, foi algo que recebi e a honrei com carinho. Foi uma honra ser o capitão mas a partir de hoje deixo de sê-lo", indicou o craque do Barcelona.

Após a Copa do Mundo de 2014, Neymar foi eleito o novo capitão da Seleção Brasileira por Dunga, técnico que havia assumido o posto. Agora com Tite no comando técnico do Brasil, existia a possibilidade do atacante continuar no posto. No entanto, após a medalha de ouro na Rio 2016, o camisa 10 garantiu que não quer mais a braçadeira.

Em entrevista, Neymar valorizou a honra de poder usar a tarja de capitão da seleção brasileira, mas mandou um recado para Tite para ele procurar outro para ficar com esta vaga. “Eu não carrego peso, são vocês que colocam isso em mim. Hoje eu entrego a faixa de capitão, foi uma coisa que recebi, honrei com carinho. Foi uma honra de ser capitão, mas a partir de hoje deixo de se capitão. Até mando mensagem para o Tite que a partir de agora ele pode procurar um outro capitão”, garantiu o atacante do Barcelona.

Na carreira, Neymar já foi campeão do mundo e da Liga dos Campeões, pelo Barcelona e da Libertadores, pelo Santos. Na seleção brasileira, já conquistou a Copa das Confederações. Após tantas taças, o jogador foi perguntado se esse ouro era o mais importante.

“Não gosto de colocar um título acima do outro. Todo campeonato que disputo e venço são importantes. Claro que tinha uma importância maior para o Brasil e graças a Deus conseguimos. Depois de muita luta, trabalho e concentração. Agradeço aos familiares, amigos e companheiros. Nada se vence sozinho”, finalizou o jogador.

Tite anuncia sua primeira convocação para a Seleção na segunda-feira (22). A equipe pentacampeã do mundo enfrenta o Equador e a Colômbia, nas próximas duas rodadas das eliminatórias. 

Com um récorde de cinco títulos mundiais em sua vitrine, o Brasil nunca havia podido conquistar uma medalha de ouro nos Jogos Olímpicos.

Há quatro anos, em Londres, a seleção, com Neymar ainda no Santos mas na pasta de grande clubes da Europa, esteve perto de conquistar a dourada, mas terminou perdendo a final contra o México.

Brasil também ganhou as medalhas de prata em Los Ângeles-1984 e Seul-1988.

Texto e foto: AFP

Edição: conmebol.com