Cree en grande.
CONMEBOL

Independiente e Grêmio empatam e deixam para definir na revanche

Independiente e Grêmio empatam e deixam para definir na revanche

O argentino Independiente, campeão da CONMEBOL Sul-Americana, e o brasileiro Grêmio de Porto Alegre, ganhador da passada CONMEBOL Libertadores, empataram 1-1 nesta quarta-feira em Avellaneda (periferia sul bonaerense), na primeira final da CONMEBOL Recopa 2018

A noite foi intensa no estádio Libertadores de América, de Avellaneda – Buenos Aires, onde Independiente recebeu o Grêmio.

O apito inicial foi acompanhado por um vendaval vermelho, que tratou de amedrontar a zona do Tricolor gaúcho.

Com dentes acirrados, ambos contrincantes cumpriram com os vaticínios e tiveram uma batalha parelha, de golpe a golpe, com situações variantes durante todo o jogo que careceu de um dono fixo, ainda que o local demonstrou mais garra para ganhar.

Nicolás Domingo com remate roçou no poste, seria o primeiro aviso do ‘Diablo Rojo’ empurrado por sua fiel torcida para abrir o score.

Novamente pelo time local, desta vez pela via aérea, um cabeçaço de Meza  pegou no travessão aos 17’.

Quando o jogo estava em altas vibrações, Independiente sentiu o aroma do gol ao seu favor, contudo, um erro de Amorebieta no fundo seria lapidário para o primeiro tanto da noite.

Luan esteve atento ao descuido do rival e empreendeu uma corrida endemoniada para ficar no mano a mano com o goleiro Martín Campaña, que o venceu com um toque sutil de pé esquerdo, para que a bola beijasse a rede aos 21'.

A desvantagem, não obstante, não desanimou o local, que seguia empurrando com alto grau de ímpeto em todas suas linhas, tanto que o atacante Emanuel Gigliotti seria expulso por utilizar força desmedida.

Em uma jogada aos 26’, ‘Puma’ Gigliotti recebeu cartão vermelho direto por parte do juiz equatoriano Zambrano, antes do uso das imagens proporcionadas pelo VAR.   

Com outra baixa, o time Rojo não baixou a cabeça e encontrou seu prêmio na bola parada, executada pelo talentoso Fernando Gaibor, que termina sendo desviado finalmente pelo meia brasileiro Cortez aos 33’.

A igualdade mudou o semblante da partida até o epílogo da primeira parte.  

Já a segunda parte voltou a ter as mesmas linhas do começo da primeira. O Rojo com 10 jogadores apurava suas chances de se colocar em vantagem.

Os altos decibéis causaram estragos na parte física dos atletas do Independiente, que terminaram cedendo a posse de bola ao Grêmio.

O Tricolor com a premissa do bom trato com a bola foi criando chances, porém sem grandes perigos para o arco de Campaña.

Um resultado aberto deixa o desquite atrativo, que se jogará na próxima quarta-feira 21 deste mês, no Arena de Porto Alegre.

 

 

CONMEBOL.com