Cree en grande.
CONMEBOL

Neymar conduz Brasil ao 1º ouro olímpico no futebol

Neymar conduz Brasil ao 1º ouro olímpico no futebol

Com seu astro Neymar, o Brasil ganhou a primeira medalha de ouro no futebol nos Jogos Olímpicos, o único título que faltava em seu palmarés, ao vencer a Alemanha por 5-4 (1-1 em 120 minutos) neste sábado na final do Rio-2016.

Renato Augusto, Marquinhos, Rafinha, Luan e Neymar converteram suas execuções, enquanto Matthias Ginter, Serge Gnabry, Julian Brandt e Niklas Suele anotaram para os alemães. O goleiro Weverton pegou a cobrança de Nils Petersen.

Em tempo regular, o craque anotou de tiro livre aos 27 minutos e Maximilian Meyer, aos 59'.

Com um recorde de cinco títulos mundiais em sua vitrine, o Brasil nunca tinha ganhado uma medalha de ouro nos Jogos Olímpicos.

Quatro anos atrás, em Londres, a Seleção, com Neymar Santos -que ainda estava nas filas dos grandes clubes da Europa-, chegou perto do ouro, porém acabou perdendo na final contra o México.

Brasil também ganhou as medalhas de prata em Los Angeles-1984 e Seul-1988.

Quem mais senão o Neymar para levar o Brasil ao Olimpo e imortalizar-se no templo do Maracanã. O astro, o escolhido pelo 'Rei' para herdar o trono, marcou o pênalti decisivo para desencadear o delírio de 75.000 torcedores.

Também através de seus pés a estrela abriu o caminho para o título aos 27 minutos com uma perfeita cobrança de tiro livre, de forma espetacular com o voo estéril de Timo Horn, para abrir o placar de um jogo em que a Alemanha surgiu para recordar a seleção do conto de terror do 7-1.

O 1-0 veio num momento de grande necessidade para o Brasil, porque os alemães estavam bem no jogo, inclusive estiveram mais perto sair na frente com com uma tentativa de Brandt.

- Astro iluminado -

Mas quando o astro se ilumina não há quem possa pará-lo. Dinamarca sofreu, logo Colômbia e sem falar de Honduras. 'Ney' esfregou a lâmpada e saiu um golaço de sua chuteira direita. Carnaval no estádio! E celebração para Bolt que o aplaudia na arquibancada.

O gol provocou a fúria alemã que logo foi em busca do empate aos 37’ com uma cabeçada de Bender que estourou na horizontal novamente, um susto que se repetiu aos 41’ com um míssil que Weverton defendeu na mesma linha de sentença.

Alemanha terminou a primeira parte convencida de que o empate viria a qualquer momento, e apareceu aos 59’ com Mayer em um forte remate dentro da área depois que Walace e Marquinhos erraram no passe de bola.

O fantasma do 7-1 estava mais vivo do que nunca e caminhava à solta no Maracanã. O jogo entrou em um ida e volta vertiginoso, com ataques de ambos os lados, mas a porta não se abriu e levou à prorrogação, em que não houve nenhum balanço na rede.

E os pênaltis chegaram, e o destino quis que Neymar fosse o dono da noite. O '10' não queria mais desgraça nenhuma para o Brasil. Não um '7-1' olímpico, nem muito menos outro Maracanazo.

Executou com classe rumo ao poste contrário do voo de Horn e gol. Medalha de ouro para o Brasil. Céu para Neymar.

 

 

 

por Cesar LOPEZ / AFP

Foto: AFP