Cree en grande.
CONMEBOL

Pablo, um exímio artilheiro do 'Furacão'

Pablo, um exímio artilheiro do 'Furacão'

O atacante Pablo Felipe Teixeira, que em 2014 passou a ser testado pelo Real Madrid Castilla, foi coroado nesta quarta-feira como protagonista do título da CONMEBOL Sul-Americana, conquistado pelo Atlético Paranaense contra o Junior colombiano.

Pablo, de 26 anos, que na semana passada empatou em 1-1 na Ida da final em Barranquilla, colocou o Atlético Paranaense à frente na disputa que terminou com o mesmo resultado em Curitiba.

Seu objetivo permitiu ao Atlético definir a final nos pênaltis, vencendo por 4-3 e conquistando o seu primeiro título internacional.

O atacante natural da cidade de Londrina também alcançou o colombiano do Deportivo Cali, Nicolás Benedetti, no topo da classificação de artilheiros com 5 tantos.

Sua marcação nesta quarta-feira, no Estádio Arena da Baixada, foi o número 18 deste ano, permitindo acumular 34 gols nos 171 jogos que disputou com a camisa do Atlético Paranaense.

Pablo, que até segunda-feira era uma dúvida devido as dores no tornozelo, motivo por ter deixado o jogo em Barranquilla, mostrou evidências do seu esforço de marcar aos 5 minutos, raspando um tiro livre de Nikao que passou perto da trave do arco de Sebastián Viera.

E na primeira jogada do segundo tempo, quase ampliou o placar logo após receber um passe de Raphael Veiga, avançando diagonalmente e 
enviando um potente chute que Vieira conseguiu desviar com as pontas dos dedos.

Mas suas condições não lhe deram mais e ele teve que ser substituído no segundo tempo, o que não o impediu de ser o destaque do duelo.

Embora Pablo começou sua carreira no Atlético Paranaense e voltou ao time no início de 2016 depois de uma curta trajetória no exterior, primeiro no Real Madrid Castilla (2014) e, em seguida, no Cerezo Osaka japonês (2015), vivendo atualmente a sua melhor fase no time de Curitiba, onde é artilheiro e referência no ataque.

O atacante, que jogou por cinco anos como reserva no Paranaense até ser promovido ao time principal em 2011, levou pouco mais de um ano para marcar seu primeiro gol como profissional e não acabou sendo confirmado como titular.

Concedido ao Figueirense em 2013, ele se tornou o melhor jogador do Campeonato Brasileiro da Segunda Divisão naquele ano com 8 anotações.

Depois de se destacar no Figueirense, o Real Madrid Castilla se interessou por seu potencial, contando com ele por seis meses em 2014, graças a um contrato de empréstimo com o Paranaense. Mas ele não fez uma carreira no clube B do Real Madrid, sendo demitido com apenas 4 jogos e sem gol.

No Cerezo Osaka foi um dos mais destacados na temporada 2015 com 8 gols em 40 paridas.

Desde o seu retorno à Curitiba, conquistou duas vezes o título do Campeonato Paranaense (o regional do Paraná) e agora a Sul-Americana.

 

 

 

EFE