Cree en grande.
CONMEBOL

Presidente Domínguez confirma VAR nas quartas de final da Libertadores e Sul-Americana e finais da Recopa

×

Menssagem de erro

Notice: Undefined index: und em eval() (linha 1 de /data/www.conmebol.com/public_html/sites/all/modules/views/plugins/views_plugin_argument_default_php.inc(66) : eval()'d code).
Presidente Domínguez confirma VAR nas quartas de final da Libertadores e Sul-Americana e finais da Recopa

Com a filosofia clara: "Mínima interferência, máximo benefício", o Sistema de Assistência de Arbitragem por Vídeo (VAR por sua sigla em inglês), será implementado em 2018 a partir das quartas de final dos torneios CONMEBOL Libertadores e CONMEBOL Sul-Americana e nas finais da Recopa.

O uso do VAR foi confirmado pelo presidente da CONMEBOL, Alejandro Domínguez, "foi decidido que a partir das quartas será aplicado o VAR em nossas duas competições", disse o titular da CONMEBOL, de Moscou.

"Ao implantá-lo vimos que nossos árbitros tiveram uma ajuda nesse sentido (durante o mundial), já que conhecem o trabalho porque haviam treinado com o VAR, o que foi de grande ajudar para estar neste mundial", afirmou o dirigente paraguaio.

Esta é a segunda oportunidade em que será implementado o VAR em competições CONMEBOL, pois em 2017 a tecnologia foi utilizada a partir das semifinais da CONMEBOL Libertadores (6 jogos), finais da CONMEBOL Sul-Americana (2 partidas) e finais da CONMEBOL Recopa (2 jogos).

- O número de partidas é triplicado -

Serão 14 as partidas da CONMEBOL Libertadores, igual quantidade da CONMEBOL Sul-Americana e os dois jogos finais da CONMEBOL Recopa, que terão a ajuda da tecnologia de Sistema de Assistência Arbitral por Vídeo (VAR).

"Eu gosto do VAR e estou convencido de que é algo sem retorno", ratificou o presidente da CONMEBOL.

É apropriado enfatizar que as únicas quatro situações do jogo em que pode ser aplicado são: Confusão de identidade, gols, pênaltis e cartão vermelho.

O IFAB aprovou o uso do VAR nas regras de jogo 2018/19 como opcionais em competições, desde que seu protocolo e requisitos de implementação sejam estritamente respeitados, e se complete um rigoroso processo de aprovação; o uso do VAR exige em todos os casos a aprovação por escrito de IFAB e FIFA.
 

 

CONMEBOL.com