Cree en grande.
CONMEBOL

Rumo à conquista da Suruga Bank 2017: Chapecoense quer honrar a memória dos seus guerreiros

Rumo à conquista da Suruga Bank 2017: Chapecoense quer honrar a memória dos seus guerreiros

Chapecoense buscará honrar a memória dos seus guerreiros quando enfrente nesta terça-feira o japonês Urawa Red Diamonds, pelo troféu Copa Suruga Bank 2017, no Saitama Stadium 2002.

O time sul-americano chega neste duelo após jogar dois amistosos pela Europa. O primeiro contra o Barcelona, pelo prêmio Joan Gamper, onde foi derrotado. Posteriormente, enfrentou o francês Lyon, com outro resultado negativo para os brasileiros; porém, o mais importante é a experiência que vai adquirindo no percorrer destas partidas. No Brasileirão ocupa atualmente a 17ªposição, com uma partida adiada.

Em campo internacional, o ‘Chape’ avançou às Oitavas de Final da CONMEBOL SUL-AMERICANA 2017, deixando pelo camino o argentino Defensa y Justicia. Agora enfrentará o Flamengo, para conhecer a equipe que entrará às quartas de final do campeonato. 

A equipe brasileira, representante da CONMEBOL, obteve o direito de disputar esta final, trás tornar-se campeã da CONMEBOL SUL-AMERICANA 2016. Por sua parte, Urawa Red Diamonds, J. League da Confederação Asiática de Futebol, por ser campeão da Copa Levain.

O último campeão foi o representante sul-americano Independiente Santa Fe, que derrotou por 0-1 o japonês Kashima Antlers, em agosto de 2016. 

-Outra copa para os guerreiros-

Chapecoense levantou este ano o título do campeonato catarinense, venceu na final do Avaí. Foi o primeiro título posterior ao trágico acidente aéreo, em novembro do ano passado, onde faleceram 71 pessoas, das quais somente 6 pessoas sobreviveram - 3 jogadores selecionados da equipe brasileira - que se dirigia para disputar a primeira final da SUL-AMERICANA.

“Queremos honrar a memória dos nossos companheiros falecidos, os nossos guerreiros”, ressaltou em várias oportunidades, Alan Ruschel, jogador sobrevivente, e que ante o Barcelona voltou a pisar o gramado, após 9 meses de recuperação.

Uma motivação muito especial para os jogadores do clube da cidade de Chapecó, uma equipe de raça lutadora... campeões da vida.

 

 

CONMEBOL.com