Cree en grande.
CONMEBOL

‘Sabaleros’ conquistam o coração de Assunção

‘Sabaleros’ conquistam o coração de Assunção

A mobilização da torcida do Club Atlético Colón, finalista da CONMEBOL Sul-Americana 2019, pode ser um marco mundial. Mais de 39.000 torcedores do clube originário da cidade de Santa Fe vieram para Assunção para ver o time na primeira final única organizada pela CONMEBOL.

O êxodo dos torcedores do Colón continua sendo um fato a ser destacado, porque não tem antecedentes no futebol sul-americano e isso aconteceu graças à festa única organizada pela CONMEBOL; a primeira do ano.

A Direção de Migrações do Governo do Paraguai informou que o número oficial de entrada de argentinos no país era de 39.225 pessoas, excedendo em muito os 514 equatorianos que chegaram à capital paraguaia.

Uma maré rubro-negra abarrotou Assunção a dias da final. "O pessoal do Guinness vai estar lá porque é o maior êxodo para ver uma disputa de futebol de um país para outro", alertou o técnico do Colón, Pablo Lavallén.

Tudo aconteceu com sucesso e sem incidentes, os paraguaios foram hospitaleiros e grandes anfitriões, demonstrando sua calidez característica aos estrangeiros que chegavam à sua cidade.

Existem milhares de histórias que giram em torno da maré 'sabalera', mas ganha destaque a anedota de Jorge Nini, um torcedor argentino que foi de bicicleta ao Paraguai, partindo quarta-feira de San Javier, viajando mais de 800 quilômetros em três dias. Chegou a Assunção, onde foi recebido pelas autoridades do país.

“Bem-vindo ao Paraguai! O ciclista Jorge Nini, torcedor do Colón, registrou sua entrada no país em Puerto Falcón e já está indo ao estádio para assistir à final única da Sul-Americana”, informaram nas redes oficiais de migrações.

- Maré sabalera - 

A tarde magnífica, uma festa inesquecível para os amantes do esporte-rei, começou com apresentações de bandas musicais. O estádio explodiu de alegria com a apresentação do grupo Los Palmeras, que fez a 'Nueva Olla' vibrar ao ritmo de 'Sabalero'.

Uma forte tempestade caiu em Assunção e serviu para dar mais emoção à partida, de ritmo cambiante, até o momento em que o árbitro Rafael Claus decide interromper o jogo por 30 minutos, devido à chuva intensa.

O Independiente del Valle venceu o Colón por 3 a 1 e ergueu a Sul-Americana 2019, a primeira de sua história de vida institucional. É o segundo clube equatoriano, depois do LDU Quito, a conquistar a glória em um torneio organizado pela CONMEBOL.

Os argentinos não puderam comemorar o triunfo de sua equipe, mas ficaram felizes com a garra de seus jogadores, sabendo que alcançaram um feito internacional, ao chegar à sua primeira final, em 114 anos.

A capital do Paraguai, Assunção, localizada a aproximadamente 800 quilômetros de Santa Fé, foi escolhida para sediar a única final, seis meses antes de conhecer as equipes finalistas.

 

 

 

 

CONMEBOL.com