Cree en grande.
CONMEBOL

Sul-Americano Sub-17: Chuva de gols e intensa luta

Sul-Americano Sub-17: Chuva de gols e intensa luta

Paraguai e Equador selam um batalhado empate

Paraguai e Equador selaram um batalhado empate 2-2, no jogo disputado nesta sexta-feira pela segunda data do hexagonal final do Campeonato Sul-Americano Sub-17 que se disputa no Chile, e que entrega quatro vagas ao Mundial da Índia neste ano.

Equador colocou-se em vantagem graças aos gols de Santiago Minolta aos 35 minutos e Cristian Tobar (39), enquanto que o Paraguai chegou ao empate com os tantos de Marcelo Rolón (44) e Roberto Fernández (56).

Paraguai foi um pesadelo na área equatoriana na primeira parte, mas foi o Equador que com dois passes na área desnudando falências da defesa guarani, situação que aproveitou Santiago Micolta que ficou sozinho frente ao arco rival para marcar o gol equatoriano.

Minutos depois, trás um erro na saída paraguaia, um passe foi servido na área para que Cristian Tobar, com uma espetacular contorsão mandou a bola nas redes para a segunda anotação equatoriana.

Porém outra desconcentração, desta vez entre um defesa e o arqueiro da seleção equatoriana, permitiu o paraguaio Marcelo Rolón, colocar o gol do desconto que trouxe emoção para a segunda parte.

Roberto Fernández anotou a igualdade de cabeça, encerrando o empate com o qual o Paraguai soma dois pontos, e o Equador uma unidade no hexagonal.

 

Chile bate Colômbia no Sul-Americano Sub-17 e se aproxima do Mundial

A seleção chilena derrotou por 1-0 a da Colômbia, em um equilibrado jogo do hexagonal final do Sul-Americano Sub-17, e deu um passo importante para alcançar um cupo ao Mundial da categoria.

O gol chileno foi anotado por Gastón Zúñiga aos 19 minutos, na partida disputada nesta sexta-feira no estádio El Teniente da cidade chilena de Rancagua (centro).

Ambos os times saíram com sede de vitória mas o Chile anotou mediante um cabeçaço do lateral Zúñiga, que venceu o arqueiro cafeteiro Kevin Mier, após um tiro de esquina.

Daí em diante, Colombia se adelantó y dominó el juego en busca del empate de la mano de sus habilidosos delanteros, pero Chile supo contener los embates cafeteros para alcanzar su segundo triunfo y sumar seis puntos en la segunda fecha del hexagonal final, que le acercan al Mundial de India que se disputará en octubre.

Contudo, Colômbia fica com três unidades ainda com chances de brigar por um dos quatro cupos mundialistas que entrega este sul-americano.

 

Brasil atropela Venezuela 4-0 

A Seleção Brasileira goleou por 4-0 a da Venezuela e voltou a instalar-se entre os favoritos, na partida que disputou nesta sexta na cidade chilena de Rancagua. 

A verde-amarela abriu o placar mediante um gol contra do defesa venezuelano Diego Luna (24), e consolidou triunfo com tantos de Lucas Helter (39), Vinicius Junior (83) e Yuri Alberto (90).

Venezuela tentou ser protagonista ante o poderoso plantel brasileiro, mas num disparo de direita de um juvenil verde-amarelo, a bola pegou na vertical e no rebote golpeou no peito do defesa llanero Diego Luna, introduzindo no arco para a má sorte do selecionado venezuelano.

Após um escanteio desde a direita, Brasil aumentou mediante o cabeçaço de Lucas Halter, gol que pavimentou o triunfo de um time ao menos dois escalões mais acima que o restante das seleções participantes do sul-americano.

O astro Vinicius Junior ampliou o placar no segundo tempo com Yuri, quase ao finalizar o encontro em Rancagua (centro do Chile).

Brasil soma quatro pontos e enfrentará segunda-feira na 3ª data o Equador, enquanto que a Venezuela, sem pontos no hexagonal, jogará contra Colômbia.

 

 

AFP