Cree en grande.
CONMEBOL

Tribunal Disciplinar da CONMEBOL impõe proibição, multa e advertência ao Clube Nacional

Tribunal Disciplinar da CONMEBOL impõe proibição, multa e advertência ao Clube Nacional

O Tribunal Disciplinar da CONMEBOL aplicou sanção, multa e uma advertência ao Clube Nacional de Football pela comissão de infrações ao Regulamento Disciplinar da CONMEBOL e ao Regulamento da CONMEBOL LIBERTADORES 2018. 

Na sua parte decisiva, diz: 

1º. PROIBIR o CLUBE NACIONAL DE FOOTBALL de vender entradas a seus torcedores para os próximos três (3) jogos que disputar como visitante em competições oficiais organizadas pela CONMEBOL. Esta proibição de venda de entradas a torcedores do CLUBE NACIONAL DE FOOTBALL se estende aos clubes que atuarem como locais nos referidos encontros.

2º. IMPOR ao CLUBE NACIONAL DE FOOTBALL uma multa de USD. 80.000 (OITENTA MIL DÓLARES AMERICANOS). O valor desta multa será debitado automaticamente da quantia a receber pelo CLUBE NACIONAL DE FOOTBALL em conceito de direitos de Televisão ou Patrocínio.

3º. ADVERTIR expressamente ao CLUBE NACIONAL DE FOOTBALL que em caso de reiterar-se qualquer infração à disciplina esportiva de igual ou similar natureza à que trouxe causa o presente procedimento será considerada como situação agravante. 

Contra esta decisão cabe recurso ante a Câmara de Apelações da CONMEBOL no prazo de sete dias desde o seguinte à notificação dos fundamentos desta decisão conforme o Art. 63.3 do Regulamento Disciplinar da CONMEBOL. O recurso deverá cumprir com as formalidades exigidas no artigo 59 e seguintes do Regulamento Disciplinar da CONMEBOL. Conforme o disposto no Art. 63.5 do Regulamento Disciplinar da CONMEBOL, a quota de apelação de USD. 1.000 (MIL DÓLARES AMERICANOS) 

Assinam: Eduardo Gross Brown, Juan Carlos Silva e Amarilis Belisario, Membros do Tribunal Disciplinar.