Cree en grande.
CONMEBOL

Tudo pronto para o torneio sul-americano Sub-20 do Equador 2017

Tudo pronto para o torneio sul-americano Sub-20 do Equador 2017

Começou a contagem regressiva para o Equador e o Presidente do Comitê Organizador Local, Galo Sanchez, comentou detalhadamente sobre os últimos preparos para o sul-americano Sub-20 para ser jogado em janeiro de 2017 em Lacatunga, Ambatos, Riobamba, Ibarra – na fase regular- e em Quito a grande final.

O plano de preparação para o desenvolvimento do Sul-Americano Sub-20 que o Chile vai disputar no Equador aguarda o sorteio (data a ser confirmada) para a conformação de grupos. Finalmente cinco cidades vão sediar o torneio que irá hospedar os 10 países que vão competir para os 4 vagas ao mundial da Coreia do Sul.

Como o COL equatoriano tem se preparado para este torneio Sub-20?

Felizmente, a experiência que adquirimos ao organizar dois sul-americanos Sub 17 e duas Copa América femininas, nos deu a base. As sedes selecionadas tiveram uma variação muito pequena desde a proposta à Conmebol.

Qual será a sede para este Sul-Americano Sub-20?

Para a fase preliminar duas zonas foram escolhidas, uma com 3 cidades que estão muito perto uma da outra. Latacunga, Ambato e Rio Bamba que estão sul de Quito; e a outra área fica ao norte; em que Ibarra foi o local escolhido.

Sofreu alguma variação a organização do torneio com o terremoto ocorrido no Equador, em abril deste ano?

Claro que foi um impacto a nível país, mas, no caso do Sul-Americano foi vantajoso porque o terremoto foi na costa e onde será o torneio, será nas terras altas do Equador. Houve problemas em algumas instalações esportivas em todo o país, mas todos os estádios –sedes do torneio sul-americano –e  foram revisados por especialistas; e apesar da magnitude do terremoto (7,8 graus) já estão qualificados para a competição a ser realizada em janeiro e para receber as delegações da América do Sul.

Onde será a final do torneio?

A fase final será disputada em Quito, mas dependem do estádio que esteja nas melhores condições, porque janeiro é muito chuvoso em Quito; se der, temos 4 palcos de primeira linha que participam regularmente nas partidas de Copa Libertadores e Sul-Americana; e, naturalmente, o palco principal que é o estádio de Atahualpa, desse modo asseguraríamos que não haverá qualquer problema.

Não foi um problema a distância entre as sedes e a altura?

As alturas são mais ou menos semelhantes, entre 2.600 e 2.800 metros acima do nível do mar. Quanto às distâncias, de Quito a Ibarra são 120 quilômetros. Para o sul, a primeira cidade La Catunga, é de 95 km, Ambatos a 40 km de Lacatunga e Riobamba, localizada a 44 quilômetros de Ambato, entre as três cidades, não há 100 quilômetros de distância.

Como o COL trabalha em cada cidade para encher os estádios?

Em cada cidade, temos associações provinciais de futebol profissional, então passam automaticamente pelo COL (Comitê Organizador Local); assim temos feito em outros torneios e tem sido muito bom. É lógico que a bilheteria é muito necessária, especialmente neste tipo de torneios juvenis, por isso temos feito durante este tempo uma relação com as escolas das cidades que albergarão o torneio e ainda se encontrarão em período de aulas.

 

Fonte: Site da ANFP