Cree en grande.
CONMEBOL

Últimas cartadas pelas Quartas da Libertadores

Últimas cartadas pelas Quartas da Libertadores

Os dois últimos lugares para as quartas de final da CONMEBOL Libertadores serão definidos nesta quinta-feira, no encerramento da semana de revanches, das oitavas-de-final do torneio continental.

-Paraguaio em busca da revanche-

Incentivado pela vitória, Libertad e Cerro Porteño do Paraguai enfrentarão na revanche o Boca Juniors da Argentina e o Palmeiras do Brasil, respectivamente.

Em ambos os casos, o guaranís tropeçaram pelo mesmo placar contra (0-2), mas ainda há o jogo de revanche a ser disputado nesta quinta-feira em Assunção e em São Paulo.

Libertad (PAR) versus Boca Juniors (ARG) e Palmeiras (BRA) versus Cerro Porteño (PAR).

 

‘Gumarelo’ é tudo ou nada frente o Boca

Libertad do Paraguai vai jogar sua última chance na quinta-feira contra o Boca Juniors da Argentina, na revanche pelas oitavas da CONMEBOL Libertadores, que terá lugar no Estádio Defensores del Chaco, em Assunção.

O duelo está marcado para as 18:30, hora local e, os organizadores, admitem que haverá um público maior 'rioplatense', torcedores fiéis do popular time Xeneize.

Na partida de Ida, o time liderado por Guillermo Barros Schelotto venceu por 2 a 0, com gols de Ramón "Wanchope" Abila e Mauro Zárate.

O elenco guarani 'gumarelo', formado em grande parte por jogadores experientes que participaram da seleção paraguaia, não fraquejou ao visitar Buenos Aires.

Os atletas do novo DT Eduardo Villalba, que substituiu Aldo Bobadilla, acreditam que o resultado da partida de ida "é recuperável"

Na frente estará o popular Boca, seis vezes vencedor do troféu continental, no entanto, passou mais de 10 anos de sua última conquista que remonta a 2007, com um mágico Juan Román Riquelme no comando.

Atualmente, o técnico Guillermo Barros Schelotto, antigo jogador 'boquense', anuncia o esperado retorno do veterano volante Fernando Gago e do atacante Darío Benedetto. Ambos voltam às disputas internacionais depois de muito tempo de recuperação por lesões.

Sob as ordens do árbitro colombiano Wilmar Roldán, apoiado nas linhas por seus compatriotas Cristian de la Cruz e Wilmar Navarro, o jogo promete fortes emoções.

Estatísticas:

Libertad – Boca Juniors

Grande vantagem do Boca Juniors nos cinco duelos internacionais oficiais, com 4 vitórias e 1 empate. Todos na Copa Libertadores (Temporadas 1977 – 2007 – 2018)

Libertad local

Resultado positivo em seus 67 jogos pela Copa Libertadores (33 – 20 – 14)

Perdeu apenas 3 dos últimos 30. Todos ante equipes argentinos: Vélez Srasfield 4-2 (2011), Tigre 5-3 (2013) e Godoy Cruz 2-1 (2017)

Recebeu oficialmente 22 vezes times da Argentina (10 – 3 – 9)

Boca Juniors visitante

Equilibrado desempenho na Copa Libertadores (50 – 35 – 49)

Empatou as três partidas na edição atual: Alianza Lima 0-0, Palmeiras 1-1 e Junior 1-1

Visitou 17 vezes equipes do Paraguai em torneios Conmebol (8 – 3 – 6)

As vitórias foram: Guarani (2), Cerro Porteño (2), Libertad (2), Deportivo Capiatá (1) e Olímpia (1)

Árbitro – Wilmar Roldán

Partidas em torneios de clubes Conmebol: 85

Jogos na Copa Libertadores: 64. Seis desta temporada 

Dirigiu seis vezes o Libertad: São Paulo 2-0 (Sul-Americana 2011), Vasco da Gama 0-2, U. de Chile 1-1 (Libertadores 2012), Tigre 3-5 (Libertadores 2013), U. Católica 1-0 (Sul-Americana 2015), Peñarol 2-1 (Libertadores 2018) e arbitrou em seis ocasiões o Boca Juniors: Atlas 2-2 (Libertadores 2008), Unión Española 3-2, U. de Chile 2-0, Corinthians 0-2 (Libertadores 2012), Deportivo Capiatá 1-0 (Sul-Americana 2014) e Palestino 2-0 (Libertadores 2015).

 

Palmeiras não quer sustos frente o ‘Ciclón’ paraguaio

Em plena lua-de-mel com seu técnico Felipão, o poderoso Palmeiras não quer repetir os últimos dramas e vai ficar muito atento ao Cerro Porteño, nesta quinta-feira, quando ambos irão disputar o passe às Quartas da Libertadores, apesar da vantagem trazida do Paraguai (2 a 0)

Moro na Copa do Brasil, onde será disputada a semifinal contra o Cruzeiro, nas oitavas da Libertadores, e quarta na Liga, e há quem veja este poderoso Palmeiras do colombiano Miguel Borja capaz de subir novamente ao topo da América, guiado novamente pela mão de Felipão.

Embora o técnico veterano pediu muita cautela antes de voltar a ver um Cerro Porteño que vem bastante transformado.

Do treinador, o espanhol Fernando Jubero, até mesmo na mentalidade, agora Cerro é outro, e quer dar o golpe certo para o Verdão em casa.

Segundo do torneio Clausura paraguaio, o 'Ciclón' do Barrio Obrero parece ter recuperado sua força após a derrota por 2-0 em seu estádio ante o Palmeiras.

A partida terá início às 21:45, hora local, no Allianz Parque, em São Paulo, e será árbitrada pelo argentino Germán Delfino, auxiliado por seus compatriotas Hernán Maidana e Gabriel Chade.

Estatísticas:

Palmeiras – Cerro Porteño

Vantagem para o Palmeiras no amplo histórico de 9 partidas internacionais oficiais com 4 vitórias, 4 empates e 1 derrota

Palmeiras local

Ótimo desempenho na Copa Libertadores (57 – 16 – 10)

Acumula 8 sem perder, 7 triunfos e 1 empate

Será a 10ª ocasião recebendo oficialmente um time do Paraguai (6 – 2 – 1)

Perdeu justamente ante Cerro Porteño 3-2 na Copa Libertadores 2006

Cerro Porteño visitante

Registra 146 partidas na Copa Libertadores (29 – 41 – 76)

Na atual temporada venceu 2 de seus 3 jogos: Monagas 2-0 e Defensor Sporting 1-0

Ganhou 3 das 33 vezes que visitou oficialmente times do Brasil.

Foram elas: Sao Caetano 1-0 (Libertadores 2002), Botafogo 3-1 (Sul-Americana 2009) e a mencionada frente o Palmeiras

Árbitro – Germán Delfino

Partidas em torneios de clubes Conmebol: 19

Jogos na Copa Libertadores: 11. Dois desta temporada 

Não dirigiu oficialmente Palmeiras e arbitrou uma vez o Cerro Porteño: Grêmio 0-0 em 17 de abril.

 

 

 

 

CONMEBOL.com

Estatísticas: Eduardo Bolaños