CONMEBOL
CONMEBOL Libertadores
CONMEBOL Sudamericana
CONMEBOL Recopa

Uruguai sem Suárez conta as horas para receber o Brasil

Imprimir
Uruguai sem Suárez conta as horas para receber o Brasil

O Uruguai conta as horas ansioso para o início de uma instância vital em seu objetivo de se classificar para o Mundial da Rússia 2018, quando recebeu na quinta-feira o líder Brasil no clássico sul-americano pela 13ª data prevista nas eliminatórias da CONMEBOL.

A briga parece ser difícil, principalmente porque ambos estão no topo da tabela: os brasileiros estão em primeiro lugar com 27 pontos e Uruguai é o seguinte com 23, escoltado por Equador e Chile (20).

O conjunto liderado pelo "Maestro" Oscar Tabárez vai começar a treinar segunda-feira para os jogos contra Brasil e Peru, pela décima terceira e décima quarta datas respectivas.

Na terça-feira o plantel de 25 convocados voltará aos treinos e ficará concentrado, disse a federação local. Os uruguaios conhecem bem o valor deste jogo de longa tradição.

O cotejo de ida jogado no ano passado no Brasil terminou com um empate 2-2, embora os auriverdes tinham o destituído Dunga como treinador. Mas agora o cenário é diferente: na última data os charrúas perderam como visitantes por 3-1 do Chile, enquanto seu adversário venceu por 2-0 em casa do Peru.

Mas para além das baixas, Uruguai terá que lutar contra sua própria ansiedade por tomar um passo decisivo para a Copa do Mundo e vai enfrentar a pressão de jogar em um estádio Centenario lotado.

"Seria um erro começar a pensar que temos de ganhar um jogo ou dois e já está (classificação), porque isso falaria de certas ansiedades", Tabárez disse em uma entrevista recente com El Observador.

"Nós temos que fazer um esforço para nos concentrar totalmente no jogo e não no restante (calendário), e o primeiro que falta é que vamos jogar contra o Brasil, que há uns quantos jogos é o melhor das eliminatórias", disse o treinador, que há 11 anos comandou com sucesso a seleção uruguaia.

No entanto, o Uruguai terá a sorte que o Brasil não terá em sua equipe dois atacantes de peso: Gabriel Jesus, autor de cinco gols em seus primeiros seis jogos com a Canarinha- ​​e Douglas Costa, ambos lesionados, o que irá emparelhar a contenda . Porém o atacante do Barcelona Neymar vai estar.

 

Mas com o comando do DT Tite, Brasil ressuscitou saindo do sexto para o primeiro lugar, e novamente passa a ser a equipe temida que preocupa os rivais. E ainda recuperou parte de seu bonito jogo ofensivo.

Portanto, a chave do jogo será no meio-campo. E ali o Uruguai tem a supremacia de homens de marcação, mas também o déficit na geração que recai quase exclusivamente no que fizer Nicolas Lodeiro (Seattle Sounders, EUA).

Após a partida com o Brasil, o Uruguai terá um outro duro teste contra o Peru, em Lima, no dia 28 deste mês, mas até então a Celeste poderá contar com Muslera e Suarez. E espera estar em melhor posição para conseguir sua classificação antecipada, algo impensável para os fãs e a imprensa antes do início das eliminatórias sul-americanas.

 

 

 

 

AFP