NOTICIA DESTACADA

Charlas educativas sobre antidopaje en la previa a la CONMEBOL Copa América Fútbol Playa 2022
Charlas educativas sobre antidopaje en la previa a la CONMEBOL Copa América Fútbol Playa 2022
Árbitros designados para la sexta fecha
Árbitros designados para la sexta fecha
Los árbitros para la última fecha de la Fase de Grupos
Los árbitros para la última fecha de la Fase de Grupos

Athletico Paranaense conquista o bicampeonato da CONMEBOL Sudamericana

nuevo_proyecto_-_2021-11-20t195235

O Athletico Paranaense conquistou o título da CONMEBOL Sudamericana 2021 neste sábado com uma vitória de 1-0 sobre o Red Bull Bragantino em Montevidéu, tornando-se a primeira equipe brasileira a ganhar o bicampeonato. 

Nikão marcou o único gol do jogo aos 29 minutos no renovado estádio do Centenário, onde menos de 20.000 espectadores se encontravam na sua maioria espalhados pela arquibancada olímpica.

O grande espetáculo começou com uma atuação dos Barões da Pisadinha, o popular grupo brasileiro que ofereceu dança e canto a pelo menos 20.000 pessoas presentes, numa jornada espetacular de primavera uruguaia.

 

A partida começou com ‘Braga’, dono da posição da bola, mas foi o ‘Furacão’ que mais agiu e decretou nos metros finais.

Com o uruguaio David Terans a liderar o ataque, o Paranaense encontrou a rede depois de um rebote na área que foi tomado espetacularmente por Nikão, a estrela do jogo, que com uma pirueta colocou o 1-0.

 

Após o gol, o Athletico assumiu o controle do jogo, ante o desconcerto do ‘Braga’, que tentou digerir o golpe e assentar, mas apenas no segundo tempo.

Determinado a buscar o empate, o Red Bull Bragantino queimou seus últimos minutos em vão, porque careceu de peso ofensivo. O ‘Furacão’ nem se incomodou e contentou-se com a vantagem mínima que lhe valeu a sua segunda Grande Conquista nesta competição.

 

– Números do jogo –

  • Athletico Paranaense ganhou a sua primeira partida numa final da Libertadores ou Sudamericana. Em 2005, empatou em casa e perdeu na final da Libertadores. Em 2018, igualou nas duas partidas de final da Sudamericana e ganhou o título nos pênaltis.
  • Nas três finais da CONMEBOL Sudamericana disputadas num único jogo, o time que marcou o primeiro gol da partida acabou ficando com o título.
  • Athletico Paranaense venceu 11 jogos na sua campanha vitoriosa da CONMEBOL Sudamericana 2021. Esta é a maior vitória de uma equipE numa única temporada do torneio na história.
  • Athletico Paranaense foi bem sucedido nas suas últimas nove fases eliminatórias da CONMEBOL Sudamericana. A equipe brasileira conseguiu passar as seis fases eliminatórias na edição de 2018 e as quatro fases em 2021, ganhando o título em ambas as edições.
  • Nikão é o 15º jogador brasileiro a marcar numa final da CONMEBOL Sudamericana, e o segundo jogando pelo Athletico Paranaense. O outro foi Pablo, que marcou ambos os gols para o Furacão no jogo decisivo da edição de 2018.
  • Nas três últimas edições em que participou (2015, 2018 e 2021), o Athletico Paranaense foi ganhando após o intervalo em 15 jogos e não perdeu nenhum (14V 1E). Na final desta tarde, também conseguiu chegar ao intervalo no topo e vencer a partida.
  • Athletico Paranaense é a primeira equipe brasileira a ganhar dois títulos da CONMEBOL Sudamericana (2018 e 2021). O Furacão tornou-se a terceira equipe a ganhar duas vezes o título do torneio, igualando com o Independiente e o Boca Juniors, ambos da Argentina.
  • O Athletico Paranaense é o quinto time com mais vitórias na história da CONMEBOL Sudamericana (28). Os campeões reinantes ganharam 57,1% dos seus jogos na competição.
  • Nikão ganhou o seu 20º jogo da CONMEBOL Sudamericana, todos com o Athletico Paranaense. É o quinto jogador com o maior número de vitórias na competição e o maior número de vitórias na competição junto com Fabricio Bustos (20) do Independiente.
  • Athletico Paranaense teve 36,6% de posse na final da CONMEBOL Sudamericana contra o Red Bull Bragantino. Foi a sua posse mais baixa em todo o torneio. São os campeões a ganhar o título nos 90 minutos com a posse mais baixa na final desde pelo menos 2013.
  • Red Bull Bragantino foi a quinta equipe brasileira a perder uma final da CONMEBOL Sudamericana (Fluminense, Goiás, Ponte Preta, Flamengo). Com a peculiaridade de que, nesta final, outra equipe da mesma nação ter emergido como campeã.

 

 

 

 

 

Fotos: AFP

CONMEBOL.com / OPTA

Ultimas Noticias