NOTICIAS DESTACADAS

Para el 2023, la CONMEBOL dispone sustancial aumento de los pagos en sus competiciones
Para el 2023, la CONMEBOL dispone sustancial aumento de los pagos en sus competiciones
Pelé y Maradona: el eterno reencuentro de los astros del fútbol mundial
Pelé y Maradona: el eterno reencuentro de los astros del fútbol mundial
Un homenaje especial para el ‘Rey’ Pelé
Un homenaje especial para el ‘Rey’ Pelé

Boca Juniors e Palmeiras lutam pela primeira conquista da CONMEBOL Libertadores Feminina

  • Não só é a primeira final entre ambos os times, é também a primeira vez que equipes do Brasil e da Argentina se encontrarão num jogo decisivo da CONMEBOL Libertadores Feminina.
  • O jogo será disputado nesta sexta-feira, a partir das 17h00 (horário local), no estádio Rodrigo Paz Delgado em Quito – Equador.

Boca Juniors e Palmeiras se confrontarão nesta sexta, 28 de outubro, em uma Final sem precedentes da CONMEBOL Libertadores Feminina, onde a nova equipe campeã da competição obterá o primeiro título internacional de sua história.

Nenhuma dessas equipes havia chegado a uma final de Libertadores Feminina, então, o torneio vai revelar um novo campeão em sua história, desde que começou a ser disputado em 2009.

Se o Boca vencer, se tornaria o primeiro time argentino a conquistar o título, enquanto que se o Palmeiras vencer, seria o décimo primeiro título do Brasil depois do Corinthians (3), São José (3), Ferroviária (2) e Santos (2).

O Boca é o primeiro time argentino a chegar à final, tendo sido o único que tinha se aproximado a essa instância, quando alcançou as semifinais de 2010.

-Trajetos –

Para chegar a esta final, o time portenho começou o torneio com duas vitórias contra Defensor Sporting (0-2) e Ñañas (4-2) e um empate com Ferroviária (1-1) que o permitiu terminar em primeiro lugar no Grupo B.

Logo, o Boca derrotou o Corinthians, atual campeão, por 2-1 nas quartas de final, enquanto nas semifinais, após um empate em 1-1, venceu o Deportivo Cali por 3-0 nos pênaltis, após ter empatado 1-1.


O Palmeiras, por sua vez, fez sua estreia em um torneio no qual nunca havia jogado antes, e em sua primeira participação no torneio conseguiu chegar à final tendo vencido todas as partidas até então.

O time brasileiro terminou a primeira fase do Grupo C com vitórias sobre Libertad Limpeño do Paraguai (3-0), Independiente Del Valle do Equador (0-1) e Universidad do Chile (2-1).

Nas quartas de final, o Palmeiras teve sua partida mais difícil do torneio, derrotando o chileno Santiago Morning por 2-1, dando a virada no jogo em que estava perdendo por 0-1 até os 83 minutos, enquanto na semifinal eliminou o América de Cali por 1-0.

Antes da final, Deportivo Cali e América de Cali se enfrentarão pelo Terceiro Posto. Na tabela de artilharia do torneio, a paraguaia Rebeca Fernández do Universidad de Chile continua na liderança com cinco gols, incluindo quatro em uma única partida contra o Libertad Limpeño.

Fichas dos jogos:

FINAL: Boca Juniors x Palmeiras

Estádio: Rodrigo Paz Delgado

Hora Local: 17:00h

Árbitra: Emikar Calderas (VEN)

VAR: María Carvajal (CHI)

Antecedentes:

  • Até agora, o Palmeiras venceu todas as suas cinco partidas da CONMEBOL Libertadores Feminina. Poderia ser o quinto campeão a vencer todos os seus jogos na mesma edição, depois do Corinthians em 2021, São José em 2014 e Santos em 2009 e 2010.
  • O Boca está invicto em suas três últimas participações contra clubes brasileiros na CONMEBOL Libertadores Feminina (2V 1E), sendo a série mais longa invicta de um clube argentino contra adversários do Brasil na competição, igualada por uma do UAI Urquiza entre 2015 e 2018 (3E).
  • As equipes argentinas procurarão unir vitórias contra adversários brasileiros pela primeira vez na CONMEBOL Libertadores Feminina, depois que o Boca eliminou o Corinthians por 2-1 nas quartas de final da edição deste ano.
  • As equipes brasileiras nunca perderam as finais da CONMEBOL Libertadores Femininas para adversárias de outros países, ganhando oito e empatando três dos 11 encontros. Além disso, marcaram 27 gols (2,5 por jogo) e sofreram apenas cinco (0,5 por jogo) nestes encontros.
  • As equipes brasileiras perderam duas das três definições por pênaltis em finais da CONMEBOL Libertadores Feminina: 2012 (Colo-Colo venceu Foz Cataratas 4-2) e 2018 (Atlético Huila derrotou Santos 5-3), enquanto em 2017 o Corinthians – então junto com Audax – venceu o Colo-Colo 5-4.
  • Yamila Rodríguez é a jogadora com mais finalizações (24) e gols esperados acumulados (3.35) na atual CONMEBOL Libertadores Feminina.

Terceiro Posto: Deportivo Cali x América de Cali

Estádio: Rodrigo Paz Delgado

Hora Local: 14:00h

Árbitra: María Laura Fortunato (ARG)

Antecedentes:

  • Será a primeira vez que as duas equipes de Cali se encontrarão na CONMEBOL Libertadores Feminina. Ambas as equipes chegaram à partida decisiva da liga colombiana, onde o América venceu por 4-3 no resultado global.
  • Deportivo Cali acumula cinco jogos invicto na atual CONMEBOL Libertadores Feminina, com quatro vitórias e um empate. É a maior racha invicta do time na competição.
  • América de Cali já disputou uma partida da CONMEBOL Libertadores Feminina pelo terceiro lugar, na edição de 2019, quando derrotou por 3-1 o Cerro Porteño do Paraguai.
  • Depois de não conseguir anotar nas semifinais contra o Palmeiras (0-1), o América de Cali procurará quebrar essa série sem gols pela primeira vez na CONMEBOL Libertadores Feminina.

CONMEBOL.com / EFE / OPTA

Ultimas Noticias