NOTÍCIA DESTACADA

Palestras educativas antidoping na prévia da CONMEBOL Copa América de Beach Soccer 2022
Palestras educativas antidoping na prévia da CONMEBOL Copa América de Beach Soccer 2022
Juízes designados para a 6ª rodada
Juízes designados para a 6ª rodada
Confira os times que avançaram à Fase de Grupos da CONMEBOL Libertadores 2022
Confira os times que avançaram à Fase de Grupos da CONMEBOL Libertadores 2022

Palmeiras sagra-se tricampeão da América!

pal-1

O Palmeiras foi coroado campeão da CONMEBOL Libertadores 2021 neste sábado, mantendo seu título de 2020 e conquistando seu terceiro troféu da Libertadores após derrotar o Flamengo por 2-1 na final no estádio Centenário de Montevidéu.

Após terminar 1-1 após 90 minutos, um gol de Deyverson no início da prorrogação (95 minutos) garantiu que a equipe do técnico português Abel Ferreira ganhasse a Libertadores pela segunda vez este ano, após vencer a final do torneio de 2020 em janeiro passado.

A festa começou com um show de Anitta, num espetáculo emocionante onde a artista combinou ritmo e dança na calorosa tarde uruguaia e na presença de quase 45.000 almas no lendário estádio.

 

O jogo foi muito aberto e acirrado, com chegadas rápidas de ambos os lados, levando a romper o zero precocemente.

O Verdão manteve a vantagem durante a maior parte da partida, após assumir a liderança com um gol de Raphael Veiga aos 5 minutos, até que o Flá empatou aos 72 minutos através de Gabigol.

Bem organizado na defesa, com grande solvência na marcação e aproveitando ao máximo suas chances de pontuar, o Palmeiras revalidou seu título e continua sendo o monarca do continente.

Com este tricampeonato, obtido após as conquistas de 1999 e 2020, o alviverde iguala com o São Paulo, Grêmio e Santos como os times brasileiros com mais títulos na CONMEBOL Libertadores.

Ferreira, o condutor do Verdão, tornou-se o primeiro técnico europeu a ser bicampeão da Libertadores e seu onze, o primeiro em erguer duas vezes consecutivas esta competição desde do Boca Juniors em 2000 e 2001.

 

 

 

– Números da partida –

  • Palmeiras conquistou seu terceiro título da CONMEBOL Libertadores na história. O Verdão é uma das equipes brasileiras com mais títulos na história do torneio, juntamente com Santos, São Paulo e Grêmio.
  • Palmeiras ganhou dois títulos consecutivos da CONMEBOL Libertadores. Apenas duas equipes o fizeram desde 1979: São Paulo em 1992 e 1993, e o Boca Juniors em 2000 e 2001.
  • Abel Ferreira é o segundo treinador com mais vitórias da CONMEBOL Libertadores para o Palmeiras (14). O português está apenas atrás de Felipão (24), mas comandou 24 jogos a menos que o treinador brasileiro (44 vs. 20).
  • Abel Ferreira disputou 11 jogos da CONMEBOL Libertadores como visitante ou em estádios neutros e não perdeu nenhum (8V 3E).
  • Os três últimos treinadores campeões da CONMEBOL Libertadores são portugueses: Jorge Jesus (2019) e Abel Ferreira (2020 e 2021). O não europeu anterior em levantar o título foi o argentino Marcelo Gallardo em 2018.
  • Foi a primeira partida do Flamengo na CONMEBOL Libertadores em que Gabigol marcou um gol e o Mengão perdeu: nas 14 partidas anteriores em que o atacante havia marcado, sua equipe venceu (11V 3E 1D).
  • Foi a primeira derrota do Flamengo em 13 jogos nesta edição da CONMEBOL Libertadores (9V 3E). O time rubronegro havia ficado para trás em três partidas antes da final (contra Velez, Union La Calera e Liga de Quito, todos na fase de grupos), mas sempre tinha conseguido marcar (1V 2E).
  • O gol de Raphael Veiga, anotado aos 4:58 minutos da partida, é o mais rápido em uma final da Libertadores desde 2008, quando Claudio Bieler marcou para a Liga de Quito contra o Fluminense aos dois minutos.
  • Gabigol do Flamengo encerra sua campanha nesta edição da CONMEBOL Libertadores como artilheiro da competição: 11 gols em 13 jogos, convertendo 26,8% de seus 41 chutes. Além disso, o atacante deu quatro assistências e gerou 18 chances (passes para os chutes de seus colegas de equipe).
  • Deyverson do Palmeiras é o primeiro jogador a marcar um gol no primeiro tempo da prorrogação em uma final da CONMEBOL Libertadores, e o sétimo a marcar na prorrogação de uma partida decisiva.
  • Zé Rafael do Palmeiras fez 12 recuperações – foi o jogo com suas maiores recuperações de todas as competições desde que joga no Palmeiras.

 

 

 

 

CONMEBOL.com / AFP / OPTA

Ultimas Noticias