Cree en grande.
CONMEBOL

Dois jogadores do outro mundo levarão a taça da CONMEBOL Libertadores para dar início ao jogo final

Dois jogadores do outro mundo levarão a taça da CONMEBOL Libertadores para dar início ao jogo final

Neste sábado, 30 de janeiro, às 17h00 (horário local), será disputado no lendário Maracanã, a final da CONMEBOL Libertadores que contará com a presença de dois jogadores do outro mundo: José Macia, mais conhecido como “Pepe” e Evair Aparecido Paulino, apelidado de “Matador”.

Aos 7 anos de idade, José Macia, mais conhecido como “Pepe”, começou a jogar futebol com seu irmão no bairro onde morava e, entre os anos 1952 e 1953, já estava sob a direção do treinador Lula, nas equipes juvenis do Peixe onde finalmente teve sua primeira chance no time principal do Santos, aos 19 anos.

Com o Santos, Pepe marcou 403 gols, o que fez dele o segundo maior artilheiro de todos os tempos depois de Pelé, mas como esempre diz, ele é o maior artilheiro humano do Peixe: “Eu sou o maior artilheiro da história do Santos, porque O Rei não conta, ele é do outro mundo”.

Fez parte da denominada “Equipe Maravilha” do Santos, com Pelé, Coutinho, Zito entre outros. Entre outras conquistas estão as duas Copas Libertadores de 1962 e 1963.

Finalmente, no dia 3 de maio de 1969, diante de 22.810 espectadores, Pepe se despediu de sua carreira como jogador.

Evair, “O Matador”, que ganhou esse apelido por ser um atacante clássico, passes impecáveis e excelente visão de jogo, nasceu em 21 de fevereiro de 1965 e começou jogando futebol desde cedo. Durante os anos 90, O Matador foi o maior goleador do Palmeiras.

Entre tantas jogadas que o posicionaram como um dos melhores jogadores do mundo, em 1999 na final da CONMEBOL Libertadores desse ano, sacudiu a rede do time adversário e levou o Palmeiras a conquistar o título definindo o jogo nos pênaltis. Com 246 partidas, Evair anotou 126 gols durante sua carreira.

Dois jogadores do outro mundo, Pepe e O Matador, levarão o troféu da CONMEBOL Libertadores no início da final mais ansiosamente esperada por todos os sul-americanos.

 

 

CONMEBOL.com