Cree en grande.
CONMEBOL

Final da CONMEBOL Libertadores gera auxílio a comunidades carentes do Rio

Final da CONMEBOL Libertadores gera auxílio a comunidades carentes do Rio

Ação Ingressos Solidários arrecadou dinheiro para apoiar nove ONGs que trabalham no combate à covid-19 com aquisição de cestas básicas, suprimentos médicos, impactando cerca de 5 mil pessoas na cidade

A Final Única da CONMEBOL Libertadores 2020 aconteceu há pouco mais de dois meses, consagrando o Palmeiras como campeão diante do Santos, mas ainda gera uma série de resultados positivos para o Rio de Janeiro, cidade que recebeu a partida.

A ação institucional Ingresso Solidário, que vendeu bilhetes simbólicos para a decisão da Copa (a presença de torcedores estava proibida no Maracanã), proporcionou a aquisição de suprimentos para nove organizações cariocas que trabalham no combate à pandemia do coronavírus, confortando aproximadamente 5 mil pessoas.

O dinheiro arrecadado pelo Ingresso Solidário contribuiu para a distribuição de alimentos não perecíveis, compra de kits de higiene e proteção e testes para detectar covid-19. Nesta semana, foram distribuídas 150 cestas básicas para algumas das famílias mais carentes do Complexo do Alemão, uma das maiores favelas do Rio.

“Além do grave problema com o vírus, hoje a gente enfrenta um grande desafio, que é a fome. É muito importante uma parceria como essa, porque Santos, Palmeiras e CONMEBOL estão trazendo comida para colocar na mesa de centenas de famílias. Isso tem de acontecer mais vezes, com outros times, outras instituições, porque aqui estamos falando de apenas um território, mas esse desafio está presente em outras favelas, outros lugares do Brasil”, explica Renê Silva, fundador e presidente da ONG Voz das Comunidades.

Desde o início da pandemia, o Voz das Comunidades lidera uma série de ações de combate à fome. Primeiramente com a distribuição de milhares de quentinhas, e agora com o projeto Prato das Comunidades (pratodascomunidades.com), que vem garantindo o alimento básico para centenas de famílias no Complexo do Alemão.

"Todo mundo conta com a cesta do Voz das Comunidades, porque é o único meio que a gente tem hoje para poder sustentar a nossa família.”, revela Marilene Romana, moradora da comunidade.

Cada instituição apoiada pelo Ingresso Solidário decidiu como utilizar o valor doado da melhor forma possível. O CIEDS (Centro Integrado de Estudos e Programas de Desenvolvimento Sustentável) comprou kits de higiene e proteção, como máscaras, face shields, luvas e álcool em gel para distribuição em abrigos e casas de acolhimento no Rio. A Rede Cidadã fez distribuição de cestas básicas no projeto Comunidade Viva Sem Fome. Já a Casa do Caminho aproveitou para reforçar a equipe com pijamas cirúrgicos, aventais, calças e jalecos.

“Queríamos agradecer à CONMEBOL, aos clubes e aos torcedores. Essa verba será usada para a compra de uniformes da Casa Luz, nos ajudando a manter vivo o trabalho de atendimento a todos os nossos assistidos”, agradeceu Eliomar Rodrigues Pereira, presidente da Casa do Caminho.

Conheça as 9 ONGs beneficiadas pelo Ingresso Solidário e como cada instituição aplicará o dinheiro recebido:

  • Casa do Caminho: Compra de uniformes novos para os funcionários - pijamas cirúrgicos, aventais, calças e jalecos.
  • CIEDS: Entregas de kits de higiene e proteção: máscaras, face shields, luvas, álcool em gel, entre outros itens para abrigos e casas de acolhimento no Rio de Janeiro.
  • Hospital do Jaú: Estrutura para o Centro de Combate à COVID-19, com a compra de respiradores, monitores multiparâmetros, bombas de infusão de medicamentos, máscaras e outros equipamentos de proteção.
  • Instituto Reação: Criação de uma plataforma chamada Donations Force, que vai integrar todas as formas de doação da instituição.
  • Lar Celeste Raio de Luz: Parte da verba custeará kits maternidade para as mulheres atendidas pelo projeto. Uma outra parte será usada para a compra de cestas básicas para distribuição em comunidades carentes de São Paulo.
  • Luta Pela Paz: Investimento em acessibilidade digital, com aulas de programação em cursos intensivos para jovens.
  • Rede Cidadã: Compra de cestas básicas para o projeto Comunidade Viva Sem Fome.
  • Viva Rio: Compra de testes para detecção de covid-19 que foram realizados com as equipes do Pérolas Negras, time profissional de futebol mantido pela entidade.
  • Voz das Comunidades: Suporte à campanha Prato das Comunidades, que distribui quentinhas para famílias que não têm o que comer.