Cree en grande.
CONMEBOL

A final única da CONMEBOL Libertadores vai bater dois recordes

×

Menssagem de erro

Notice: Undefined index: und em eval() (linha 1 de /data/www.conmebol.com/public_html/sites/all/modules/views/plugins/views_plugin_argument_default_php.inc(66) : eval()'d code).
A final única da CONMEBOL Libertadores vai bater dois recordes
  • O presidente Alejandro Domínguez disse que, pela primeira vez na história do futebol sul-americano, um jogo será transmitido para um total de 191 países.
  • O prêmio que o campeão da CONMEBOL Libertadores receberá também é a cifra mais alta na história desta competição: USD 15.000.000.

No âmbito da última reunião do Conselho da CONMEBOL, o presidente Alejandro Domínguez informou que a final única da CONMEBOL Libertadores marcada para sábado no estádio do Maracanã, no Rio de Janeiro, baterá dois recordes. Pela primeira vez na história do futebol sul-americano, um jogo será transmitido para 191 países do mundo inteiro. Também poderá ser visto em voos comerciais e cruzeiros através do acordo com a Sport 24. O segundo recorde é o prêmio que o campeão do torneio receberá, a maior cifra até hoje: USD 15.000.000. Esta quantia é somada ao que a equipe recebeu durante todo o torneio, atingindo um total acumulado de aproximadamente USD 22.000.000. Ademais, soma-se o que o campeão receberá por sua classificação direta para a próxima edição do torneio.

O presidente da CONMEBOL fez uma breve avaliação da etapa final das competições internacionais. Neste sentido, Domínguez reconheceu o trabalho desenvolvido pelas associações membro por realizar com sucesso a CONMEBOL Sul-Americana e CONMEBOL Libertadores em meio às adversidades impostas pela pandemia.

“A CONMEBOL foi a única confederação do mundo que manteve sem alterações os formatos de suas competições, com jogos de ida e volta e uma final única. Isto permitiu garantir a equidade esportiva para os clubes participantes e cumprir nossos compromissos com patrocinadores e milhões de torcedores no continente”, disse o dirigente.

Domínguez destacou a boa organização da final única da CONMEBOL Sul-Americana disputada na cidade argentina de Córdoba e agradeceu o presidente da AFA, Claudio Tapia, pela recepção e constante colaboração. Ele também destacou a conquista do clube Defensa y Justicia, que sagrou-se campeão ao derrotar o Lanus em uma vibrante e inesquecível final.

 

 

CONMEBOL.com