NOTICIA DESTACADA

Argentina inicia seu sonho mundialista
Argentina inicia seu sonho mundialista
Alejandro Domínguez: “Aqui mostramos a essência e as raízes do melhor futebol do mundo”.
Alejandro Domínguez: “Aqui mostramos a essência e as raízes do melhor futebol do mundo”.
Valencia faz dois gols e Equador celebra sua estreia mundialista
Valencia faz dois gols e Equador celebra sua estreia mundialista
Reproduzir vídeo

A CONMEBOL lança a campanha “Futebol é futebol” para contribuir com a transformação e posicionamento do futebol feminino sul-americano, proporcionando oportunidades, fomentando valores e capacidades técnicas, bem como melhorar as condições para meninas e mulheres, dentro e fora dos gramados.

A Confederação Sul-Americana de Futebol – CONMEBOL – lançou hoje a campanha «FUTEBOL É FUTEBOL», uma iniciativa com a qual espera valorizar o esporte por sua contribuição ao desenvolvimento e não pelo gênero ou categorias em que é praticado.

La campaña consiste en la difusión de contenidos centrados en qué, en el fútbol toda patada se siente, todo penal se sufre, y todo gol se grita con la misma pasión que despierta el fútbol sudamericano, porque juegue quien juegue, el FÚTBOL ES FÚTBOL.

Esta campanha será ampliada durante as semifinais da CONMEBOL Libertadores e da CONMEBOL Sudamericana, assim como na edição da CONMEBOL Libertadores Feminina, a ser disputada em outubro de 2022 no Equador.

Finalmente Alejandro Domínguez, presidente da CONMEBOL, declarou que «com FUTEBOL É FUTEBOL queremos mostrar a todos os torcedores sul-americanos que, independentemente de quem estiver jogando, o futebol é vivido com a mesma paixão e compromisso».

Reproduzir vídeo

O protagonismo do futebol feminino sul-americano.

O desenvolvimento do futebol feminino não é resultado do acaso. É o fruto dos esforços de milhares de meninas e jovens, homens e mulheres que amam o futebol e que durante décadas enfrentaram – e superaram – preconceitos e exclusões. Reconhecemos todas as mulheres como verdadeiras guerreiras que cresceram na adversidade, e que, com determinação e perseverança, protagonizam o presente do futebol sul-americano, colocando-o em seu devido lugar.

A CONMEBOL tem acompanhado esta expansão. Desde 2016, o futebol feminino tornou-se uma das prioridades da Confederação, com uma estratégia clara dirigida a formar nosso talento, dando visibilidade e fortalecendo as competições através de programas de desenvolvimento nas categorias de base, com investimentos em infraestrutura e atribuição de prêmios significativos em torneios de clubes e seleções. A CONMEBOL incluiu quatro novas competições em seu calendário e também decidiu que a CONMEBOL Copa América Feminina será disputada a cada dois anos a partir desta edição.

As estatísticas do salto do futebol feminino são claras, como evidenciado por uma CONMEBOL Copa América Feminina com maior competitividade e alcance. Na edição 2018 teve um público com 48.906 espectadores, um número que subiu para mais de 160.000 na edição 2022. Em 2018, nenhum prêmio em dinheiro foi distribuído, enquanto que hoje a CONMEBOL distribui USD 2.000.000. Este ano, a transmissão dos jogos chegou a 141 países, sendo que em 2018 havia alcançado apenas 4 territórios.

Nossos torneios abrem as portas para o mundo. Um exemplo claro é a importante presença sul-americana na Copa do Mundo Feminina Sub-20, disputada na Costa Rica, com o grande desempenho das equipes do Brasil e da Colômbia. E em outubro nos espera a CONMEBOL Libertadores Feminina, que será realizada em Quito, com a participação de 16 clubes e a Copa Mundial Feminina Sub-17, na qual as seleções brasileira, colombiana e chilena nos representarão.

Trabalhamos inspirados por uma convicção: futebol é sempre futebol, a magia e a paixão são as mesmas, quer sejam meninas, meninos, jovens, homens ou mulheres. A alegria de um gol, a emoção de um pênalti, a garra posta na briga pela bola, não conhecem gênero. São iguais no futebol feminino e masculino, especialmente no continente sul-americano, onde este esporte é uma parte essencial de nossa cultura.

Este é o caminho para a América do Sul ocupar o lugar de potência mundial ao qual está destinada por sua história, capacidade, esforço e paixão. Com perseverança e talento, as meninas e mulheres da América do Sul conquistarão o mundo.

O futebol feminino sul-americano não tem limites.

Vamos continuar Acreditando Sempre!

Alejandro Domínguez W-S

PRESIDENTE DA CONMEBOL