Cree en grande.
CONMEBOL

Importantes pontos em jogo pela 3ª Jornada

Importantes pontos em jogo pela 3ª Jornada

Nesta quinta-feira, as seleções da CONMEBOL retonam o caminho para o Mundial do Catar 2022, com cinco vibrantes jogos na terceira rodada das Eliminatórias Sul-Americanas.

 

12/10

Jogo: Bolívia x Equador

Lugar: La Paz

Hora: 16:00 hora local

Árbitro: Wilton Sampaio (BRA)

Estatísticas

  • O Equador perdeu só um dos seus últimos 15 jogos contra a Bolívia (2-3, na Copa América 2015), conseguindo 12 vitórias e dois empates; em Eliminatórias não perde desde 1997 (9V 2E).
  • Pela terceira edição consecutiva, Bolívia perdeu seus primeiros dois jogos de Eliminatórias; nas anteriores duas, conseguiu evitar a derrota no terceiro encontro (4-2 x Venezuela - Rússia 2018; e 1-1 x Argentina - Brasil 2014).
  • O Equador vem de vitória sobre o Uruguai por 4-2, encerrando uma sequência de sete derrotas consecutivas pelas Eliminatórias; não consegue duas vitórias seguidas na competição desde que conseguiu ganhar seus primeiros quatro jogos rumo a Rússia 2018.
  • A Bolívia é a seleção que sofreu mais gols nas primeiras duas rodadas (7) e marcou apenas um; permitiu o máximo de chutes contra (36) e tem o segundo pior índice de chutes a favor: 13 (Chile, 12).
  • Nas primeiras duas rodadas das Eliminatórias, só a Argentina (3) concedeu menos chutes que o Equador (4).

 

Jogo: Argentina x Paraguai

Lugar: Buenos Aires

Hora: 21:00 hora local

Árbitro: Raphael Claus (BRA)

Estatísticas

  • Até 2004, a Argentina estava invicta contra o Paraguai nas Eliminatórias (4V 7E); nos seus sete duelos desde esse ano na competição, o Paraguai teve três vitórias, dois empates e duas derrotas (ganhou por 1-0 no mais recente, em 2016, fora de casa).
  • A Argentina tentará ganhar os primeiros três jogos de uma edição das Eliminatórias pela quarta vez; conseguiu na corrida para o México- 1986, Coreia-Japão-2002 e África do Sul-2010.
  • O Paraguai ganhou seus últimos três jogos como visitante pelas Eliminatórias (3-0 x Chile, 2-1 x Colômbia, 1-0 x Venezuela); é sua maior seuqência de triunfos fora de casa na história desta competição.
  • Lionel Messi anotou 22 gols em 47 jogos disputados pelas Eliminatórias; é o segundo maior goleador da história da competição, superado só por Luis Suárez, do Uruguai (24 gols em 46 PJ).
  • Os três gols do Paraguai nestas Eliminatórias foram assistidos por Alberto Espínola; mais assistências que qualquer jogador paraguaio nas Eliminatórias para Rússia 2018.

 

13/10

Jogo: Chile x Peru

Lugar: Santiago

Hora: 20:00 hora local

Árbitro: Esteban Ostojich (URU)

Estatísticas

  • O Uruguai perdeu só um dos seus últimos sete duelos contra a Colômbia pelas Eliminatórias, ganhando cinco deles (1E); só ganhou uma vez como visitante nesta competição, em 2008 (1V 4E 4D).
  • A Colômbia obteve uma vitória e um empate nos seus primeiros dois jogos rumo ao Qatar 2022, igualando seu melhor começo pelas Eliminatórias (também 1V 1E nos seus primeiros dois jogos rumo ao Chile ‘62, México ‘70, Estados Unidos ‘94, França ’98 e Brasil 2014).
  • O Uruguai vem de derrota contra o Equador, sofrendo sua primeira derrota desde novembro de 2018 (0-1 x França); não havia perdido nenhum jogo em 2019 (9V 5E) e iniciou esta campanha das Eliminatórias com vitória 2-1 sobre Chile.
  • Radamel Falcao disputou 33 jogos e anotou 13 gols em Eliminatórias; no total, é o quinto jogador com mais partidas disputadas com a seleção da Colômbia, 91, o mesmo que Juan Guillermo Cuadrado).
  • Edinson Cavani tem 38 jogos e 15 gols em Eliminatórias; caso jogue contra Colômbia, superará Fernando Muslera no terceiro lugar histórico com mais presenças na seleção do Uruguai: chegará a 117 (137 Diego Godín, 125 Maximiliano Pereira).

 

Jogo: Colômbia x Uruguai

Lugar: Barranquilla

Hora: 15:30 hora local

Árbitro: Fernando Rapallini (ARG)

Estatísticas

  • O Peru derrotou o Chile por 3-0 nos seus últimos dois confrontos (um amistoso em 2018 e nas semifinais da Copa América 2019). Nas Eliminatórias, perdeu cinco dos últimos seis duelos contra La Roja (1V); tentará ganhar três jogos seguidos pela primeira vez.
  • O Chile ganhou só um dos seus últimos seis jogos de Eliminatórias (2-1 x Equador, em 2017), tendo um empate na última jornada (2-2 x Colômbia) e quatro derrotas.
  • O Peru vem de derrota para o Brasil por 2-4 , perdendo sua série invicta de nove jogos em Eliminatórias (4V 5E); se contarmos todas as competições, 'La Blanquirroja' não ganhou nenhum dos seus últimos cinco jogos (2E 3D).
  • Se jogar contra o Peru, Claudio Bravo chegará a 50 jogos em Eliminatórias, sendo o primeiro jogador do Chile em alcançar esta marca; no total, disputou 123 jogos com 'La Roja', marca só superada por Alexis Sánchez (134) e Gary Medel (126).
  • Nas primeiras duas rodadas das Eliminatórias, Peru foi a seleção que mais sofreu chutes a gol (15) e a segunda que acertou os seus chutes na meta adversária (10, igual a Colômbia); só o Brasil chutou mais (18).

 

Jogo: Brasil x Venezuela

Lugar: São Paulo

Hora: 21:30 hora local

Árbitro: Juan Benítez (PAR)

Estatísticas

  • O Brasil perdeu só um dos seus 25 jogos contra a Venezuela (um amistoso, em 2008), obtendo 21 vitórias e três empates; em Eliminatórias, a Canarinha acumula 15 vitórias e um empate em 16 duelos com o 'La Vinotinto'.
  • Desde que perdeu contra Chile em 2015, Brasil está invicto há 19 jogos em Eliminatórias (14V 5E); é sua segunda maior sequência histórica nesta competição – não perdeu nenhum dos seus primeiros 31 jogos em Eliminatórias, entre 1954 e 1993 (24V 7E).
  • A Venezuela perdeu seus primeiros dois jogos em uma edição de Eliminatórias pela nona vez em 14 participações.
  • Caso jogue contra a Venezuela, Thiago Silva chegará a 10 jogos em Eliminatórias; até agora, não perdeu nenhum (6V 3E) – curiosamente, disputou mais jogos da Copa do Mundo (11) e também da Copa América (13).
  • A Venezuela foi a única seleção que não conseguiu fazer gols nas primeiras duas jornadas de Eliminatórias, apesar de ter tentado a terceira maior quantidade de chutes (21); foi a única seleção que perdeu um pênalti (x Paraguai).

 

 

 

 

 

OPTA

CONMEBOL.com