Cree en grande.
CONMEBOL

Messi brilha e Argentina atropela Bolívia 4-1

Messi brilha e Argentina atropela Bolívia 4-1

Lionel Messi entregou, nesta segunda-feira, à CONMEBOL Copa América Brasil-2021 uma noite de luxo ao guiar a Argentina na goleada de 4-1 sobre a Bolívia no encerramento da fase de grupos.

Alejandro 'Papu' Gómez, aos 6 minutos, o astro do futebol mundial (33 -pênalti- e 42) e Lautaro Martínez (65) marcaram os gols argentinos no Arena Pantanal.

Erwin Saavedra, aos 60 minutos, foi o autor do gol da Bolívia.

A partida contra a 'La Verde' serviu para que Messi continuasse enriquecendo sua lenda ao passar a ser o jogador argentino com mais jogos internacionais com a seleção 'alviceleste', chegando a 148.

Com seus dois gols, o craque chegou a 75 anotações como máximo artilheiro histórico com a camisa de sua seleção.

Argentina, primeiro do Grupo A, disputará com Equador, quarto do Grupo B, um lugar nas semifinais quando duelarem no próximo sábado em Goiânia.

-Números do jogo-

  • A partida entre Bolívia e Argentina foi a 11ª em campos neutros em todas as competições (10 na CONMEBOL Copa América e um amistoso). Argentina nunca perdeu do conjunto 'Verde' (10V 1E).
  • Argentina perdeu 2 dos últimos 26 jogos que disputou na CONMEBOL Copa América (15V 9E 2D): em 2011, 2015 e 2016 foi eliminada em definições por pênaltis. Só perdeu da Colômbia (0-2) e do Brasil (0-2) na edição de 2019.
  • Lionel Scaloni chegou a 17 encontros sem derrotas (10V 7E) e igualou Guillermo Stábile como a terceira maior racha sem perder na história da seleção argentina. Se não perder do Equador, igualará Marcelo Bielsa (18). O recorde é de Alfio Basile entre 1991 e 1993 (31).
  • Lionel Messi passou a ser o jogador argentino com mais jogos na história de sua seleção (148). Com os dois gols de hoje chegou a 12 gols nesta CONMEBOL Copa América e é o quarto máximo artilheiro argentino na competição (está 1 abaixo de Gabriel Batistuta e José Moreno, e cinco abaixo do líder Norberto Méndez).
  • Lionel Messi chutou 4 vezes a gol contra a Bolívia completando assim sua partida com mais chutes a gol de sua história na CONMEBOL Copa América.

 

 

 

 

AFP/OPTA