Página inicio CONMEBOL

NOTICIA DESTACADA

Fixture para a 3ª Fase
Fixture para a 3ª Fase
Já temos 8 classificados na 3ª Fase da Libertadores
Já temos 8 classificados na 3ª Fase da Libertadores
Fluminense conquista a CONMEBOL Recopa 2024!
Fluminense conquista a CONMEBOL Recopa 2024!

Alberto Spencer, eterno artilheiro da América


  • É o 86º aniversário do nascimento do histórico atacante equatoriano que conquistou a América.
  • Alberto Spencer é o maior artilheiro de todos os tempos da CONMEBOL Libertadores, com 54 gols.


Alberto Spencer Herrera nasceu em 6 de dezembro de 1937 na cidade de Ancón, localizada na península de Santa Elena, no Equador. Filho do casal formado por Walter Spencer, um jamaicano de ascendência britânica, e a equatoriana América Herrera.

Spencer foi reconhecido como um dos melhores jogadores da história da CONMEBOL Libertadores, por, além de ser o maior artilheiro de todos os tempos com 54 gols, ter a combinação perfeita de agressividade e agilidade no ataque, forte, alto, rápido, oportuno, sendo um mártir para os zagueiros adversários durante anos.

Ele começou a jogar nas quadras de terra de sua cidade natal, no Club Los Andes, depois seu irmão, que jogava no Everest, recomendou-o ao clube e ele chegou lá em 1953. Marcou 101 gols pelo time de Guaiaquil, o que lhe rendeu sua primeira convocação para a seleção equatoriana para a CONMEBOL Copa América extraordinária de 1959, torneio no qual fez sua estreia internacional.

Em julho de 1959, Spencer foi convocado para apoiar o Barcelona na partida inaugural do quadrangular do Estádio Modelo de Guaiaquil, em um dia histórico em que marcou o primeiro gol no novo estádio, em um empate de 2 a 2 contra o Huracán.

Dois dias depois, ele jogou contra o Peñarol e marcou um verdadeiro golaço ao fazer um chapéu em William Martinez e seguidamente no goleiro Roger Bernardico. Juanito López, técnico do Peñarol, dirigiu o Equador na CONMEBOL Copa América disputada em 59 e recomendou à diretoria aurinegra a contratação do atacante peninsular.

Em março de 1960, ele estreou com a camisa do Peñarol, marcando quatro dos seis gols da equipe em uma vitória por 6 a 3 em um amistoso contra o Atlanta. Dias depois, no dia 20 do mesmo mês, o equatoriano jogou sua primeira partida oficial na grande final do campeonato uruguaio contra o Nacional, que perdeu por 2 a 0.

Spencer, com futebol e gols, conquistou o coração dos uruguaios e se tornou um ídolo. Durante sua passagem pelo Peñarol, foi campeão uruguaio em 1959, 1960, 1961, 1962, 1964, 1965, 1967 e 1968; campeão da CONMEBOL Libertadores em 1960, 1961 e 1966; campeão da Copa Intercontinental em 1961 e 1966; e campeão da Súper Copa em 1969.

Foi o artilheiro do Campeonato Uruguaio de Futebol em quatro ocasiões: em 1961 (18 gols), 1962 (17), 1967 (11) e 1968 (8); também foi o artilheiro da CONMEBOL Libertadores com 54 gols: 48 com o Peñarol e 6 com o Barcelona.



CONMEBOL.com

Últimas Noticias