Página inicio CONMEBOL

NOTICIA DESTACADA

Brasil é semifinalista no Mundial de Beach Soccer
Brasil é semifinalista no Mundial de Beach Soccer
Colômbia e Brasil vencem na 1ª rodada da W Gold Cup
Colômbia e Brasil vencem na 1ª rodada da W Gold Cup
Liga de Quito x Fluminense: saiba mais sobre o jogo de ida
Liga de Quito x Fluminense: saiba mais sobre o jogo de ida

Argentina vai pelo terceiro lugar no Mundial Sub-17


  • A Albiceleste perdeu para a Alemanha por 4-2 nos pênaltis pelas semifinais do Mundial Sub-17.

  • No dia primeiro de dezembro disputará o terceiro lugar com a França ou com Mali.


Após empatar por 3-3 no tempo regulamentar das semifinais do Mundial Sub-17 da FIFA Indonésia 2023, Argentina foi derrotada nos pênaltis por 4-2 pela seleção alemã. Liderada por Agustín Ruberto, Argentina esteve perdendo duas vezes durante o jogo e conseguiu marcar três gols, igualando a partida na segunda parte da prorrogação, para continuar na briga pela próxima fase.



Alemanha fez o primeiro gol aos 9′ com Paris Brunner, que recebeu a bola pelo lado esquerdo do ataque, passou para Dylan Gorosito mandar ao arco de Jeremias Florentin com o pé esquerdo.

A jogada foi posteriormente devolvida pelo zagueiro argentino, que venceu Brunner mandando um ataque cruzando para a área, que Agustín Ruberto finalizou com um gol aos 36′. O segundo gol veio pouco depois, também marcado por Ruberto ao receber outra bola dentro da área, cortar para Finn Jeltsch e bater no gol de Konstantin Heide em jogada rasteira aos 45+4′.

No segundo tempo, a Alemanha teve que arriscar para mudar o placar e intensificou o ataque, provocando falhas da seleção argentina. Num desses momentos, Brunner aproveitou para recuperar uma bola mal colocada por Florentin, para marcar um gol aos 58′, com um lançamento frontal.

O gol dos alemães deixou a Argentina aturdida, vendo os rivais invadindo sua área, quando Max Moerstedt aproveitou um rebote para marcar de cabeça o terceiro gol, aos 69’.

Nos últimos minutos, a Argentina lutou para mudar o placar, enfrentando a férrea defesa alemã. Aos 90+7′, nos acréscimos, Ruberto voltou a aparecer com assistência de Claudio Echeverri, levando o jogo aos pênaltis.

Os alemães acertaram mais nos pênaltis, marcando quatro dos cinco lançamentos que fizeram. Echeverri e Mastantuono falharam em suas cobranças para a Argentina.

A Albiceleste enfrentará a seleção da França ou de Mali, na disputa pelo terceiro lugar do Mundial Sub-17 da FIFA – Indonésia 2023, nesta sexta-feira, 01 de dezembro às 09h00 (hora da Argentina).



– Números da partida –

  • No seu primeiro confronto na fase final do Mundial de Sub-17, a Argentina e a Alemanha mantêm a paridade no historial no torneio, com uma vitória para cada lado e dois empates. As duas seleções não se enfrentam na competição desde agosto de 1985 (1-1).

  • Argentina finalizou mais que quase todos os seus adversários durante os jogos do Mundial Sub-17, exceto contra o Brasil (empatado em 16 chutes). A ‘Albiceleste’ teve em média mais posse de bola em cinco dos seis jogos do torneio, exceto contra o Japão (48%). Contra a Alemanha, a seleção de Diego Placente teve 66% de posse de bola, a segunda melhor marca do torneio.

  • Agustín Ruberto chegou a oito gols no Mundial Sub-17 de 2023, estabelecendo o recorde de maior pontuação para um jogador argentino em uma única edição do torneio.

  • Contando desde 2013, até antes do início da atual edição do Mundial Sub-17, apenas um jogador sul-americano conseguiu marcar três gols no torneio (Mosquito contra a Eslováquia em 2013). Só em 2023, foram três: Kauã Elias contra a Nova Caledónia na fase de grupos, Claudio Echeverri contra o Brasil nos quartos de final e Agustín Ruberto contra a Alemanha nas semifinais.

  • Até ao momento, nenhuma seleção marcou mais gols, após 90 minutos de jogo (excluindo os acréscimos) numa única edição do Mundial Sub-17 do que a Argentina, contando a partir de 2013. Os três gols foram marcados por Agustín Ruberto, dois na fase de grupos (contra o Senegal e o Japão) e o outro hoje contra a Alemanha.

  • A partir de 2013, apenas três jogadores atingiram oito gols num único Mundial Sub-17: o nigeriano Victor Osimhen (10 gols em 2015), o inglês Rhian Brewster (8 gols em 2017) e o argentino Agustín Ruberto (8 gols em 2023).



CONMEBOL.com / EFE / OPTA

Ultimas Noticias