Página inicio CONMEBOL

NOTICIA DESTACADA

Designação de árbitros – 2ª Rodada
Designação de árbitros – 2ª Rodada
Árbitros para a 2ª semana
Árbitros para a 2ª semana
Grande Conquista: veja o resumo da 1ª Jornada
Grande Conquista: veja o resumo da 1ª Jornada
Museo Conmebol
Cree en Grande

Fluminense conquista a CONMEBOL Recopa 2024!



  • O Flu derrotou o Liga de Quito por 2 a 0 no jogo de volta da CONMEBOL Recopa 2024 no Estádio do Maracanã, no Rio de Janeiro.

  • O time brasileiro conquista o título pela primeira vez após vencer a CONMEBOL Libertadores 2024.


O Fluminense do Rio de Janeiro conquistou sua primeira CONMEBOL Recopa com uma vitória de 2 a 0 sobre o Liga de Quito no Maracanã, com dois gols do atacante colombiano Jhon Arias no segundo jogo da final da competição que coloca frente a frente os campeões dos principais torneios de clubes da América do Sul.

A equipe carioca, campeã da CONMEBOL Libertadores 2024, precisava de pelo menos dois gols de vantagem para ficar com o título depois de perder por 1 a 0 em sua visita ao campeão da CONMEBOL Sudamericana, e conseguiu isso em uma partida em que pressionou o tempo todo e foi eficaz nos minutos finais.



– Fluminense (BRA) 2-0 Liga de Quito (EQU) – (2-1)

O Fluminense venceu o Liga de Quito por 2 a 0 nesta quinta-feira, com dois gols do colombiano John Arias, e conquistou o título da CONMEBOL Recopa pela primeira vez em sua história.

Com a intenção de vencer por pelo menos dois gols de diferença, o Fluminense começou a pressionar desde o primeiro minuto, com Arias na ponta esquerda e Keno na direita realizando passes para Germán Cano.

Mas no primeiro tempo o Tricolor abusou dos passes e faltou profundidade e velocidade contra um time equatoriano que preferiu se defender em busca do empate que lhe daria o título.

O Fluminense quase abriu o placar aos 10 minutos, primeiro com um passe cruzado de Ganso que Samuel Xavier não conseguiu alcançar e depois com um lançamento de Ganso que deixou Martinelli livre na frente do goleiro, mas o meio-campista chutou a bola por cima do gol.

Estupiñán respondeu com um contra-ataque em que se livrou de André e sofreu falta de Diogo Barbosa ao se aproximar do gol de Fabio.

Cano teve sua primeira chance clara de gol aos 31′, quando aproveitou um rebote de Quintero, mas Domínguez conseguiu defender seu chute forte. Poucos minutos depois, foi a vez de Ganso, com Domínguez desviando uma bola que ele colocou com elegância em um chute de fora da área.

Faltando cinco minutos para o intervalo, o artilheiro Cano perdeu outra oportunidade clara quando ficou sozinho na área e sem marcação, mas chutou sem força.



No início do segundo tempo, o técnico do Fluminense, Fernando Diniz, substituiu o zagueiro Felipe Melo pelo jovem atacante John Kennedy, um dos artilheiros da equipe e autor do gol do título da CONMEBOL Libertadores, para reforçar ainda mais o ataque.

Kennedy rapidamente começou a desequilibrar o jogo, primeiro com um cabeçaço fraco, depois com um chute forte de dentro da área que passou raspando a trave e, em seguida, com um cabeçaço também dentro da área que também passou perto.

O Flu, completamente renovado com três substituições, se lançou ao gol de Domínguez, mas o clube equatoriano, encurralado, conseguiu erguer uma muralha e repelir todas as tentativas tricolores.

O técnico do Liga mandou o paraguaio Alex Arce, autor do único gol no jogo de ida, para o campo para refrescar seu ataque também.



Mas foi justamente nesse momento que a pressão do Fluminense deu resultado e Arias, com um cabeçaço certeiro após receber uma assistência de Samuel Xavier, abriu o placar aos 75 minutos.

Faltando quatro minutos para o final, Valverde derrubou Renato Augusto na entrada da área provocando um pênalti. Arias foi o encarregado de cobrar e de anotar o gol do título quase no minuto final.


– Números do jogo –

  • Brasil aumenta sua liderança como o país com mais títulos da CONMEBOL Recopa (13). O Fluminense é o 10º time brasileiro a vencer o torneio. Apenas o São Paulo (1993 e 1994), o Internacional (2007 e 2011) e o Grêmio (1996 e 2008) têm mais de um troféu da competição.

  • O vencedor do jogo de ida conquistou o título em apenas uma das quatro últimas edições da CONMEBOL Recopa: Independiente Del Valle em 2023 x Flamengo. Chapecoense (2017), Athletico Paranaense (2019), Palmeiras (2021) e LDU (2024) perderam o título apesar de terem vencido o jogo de ida.

  • Jhon Arias é apenas o quarto jogador a marcar dois gols em uma mesma partida da CONMEBOL Recopa nos últimos 10 anos, depois de Gerson (Flamengo em 2020), Andrés Ibargüen (Atlético Nacional em 2017) e Dayro Moreno (Atlético Nacional em 2017).

  • O Fluminense é o segundo time a marcar dois gols depois dos 75 minutos em uma partida da CONMEBOL Recopa nos últimos 10 anos, depois do River Plate em maio de 2019, também no jogo de volta.

  • Fluminense realizou 27 finalizações na vitória sobre LDU, o maior número em uma partida nas últimas 10 temporadas da CONMEBOL Recopa, empatado com o Independiente Del Valle em 2023 contra o Flamengo.



CONMEBOL.com / EFE / OPTA

Ultimas Noticias