Página inicio CONMEBOL

NOTICIA DESTACADA

[smartslider3 slider="7"]
Museo Conmebol
Cree en Grande
Pesquisar
Close this search box.

A história inspiradora de Richard Ríos


  • O jogador da seleção colombiana e do Palmeiras falou exclusivamente com a CONMEBOL.com e contou a história particular de sua carreira.

  • Richard Ríos deixou de representar a equipe nacional nos torneios de futsal da CONMEBOL para jogar as Eliminatórias Sul-Americanas com os “cafeteiros” no futebol de campo.


Acreditar Sempre é não perder a esperança e manter o foco em nossos objetivos, apesar das circunstâncias adversas que possam surgir no caminho. É o caso de Richard Ríos, um promissor jogador colombiano de 23 anos, recentemente campeão do Brasileirão com o Palmeiras, com passagem pelo Flamengo e que já teve minutos com a seleção nacional colombiana nas Eliminatórias Sul-Americanas para a Copa do Mundo de 2026.



– Do solo para o gramado –

Richard deu seus primeiros passos no futebol ainda muito jovem, em sua cidade natal, jogando nas ruas de seu bairro com amigos, em um lugar onde “não são dadas muitas oportunidades aos jovens”,por isso, ele acredita que o futebol foi uma boa alternativa para não seguir caminhos negativos.

“Infelizmente, as coisas não deram certo para mim no início no futebol de campo, daí passei para o futsal, fui melhor e aos 16 anos me tornei um jogador profissional, então continuei minha carreira em algumas das categorias de base da seleção colombiana e depois na seleção adulta”,comentou Ríos sobre o início de sua carreira no futsal.

Nesse período, Richard participou com a seleção colombiana da CONMEBOL Sub-20 de Futsal, disputado no Brasil em 2018.

“Com a seleção, foi uma experiência única, é sempre bom representar o país e vir ao Brasil, onde foi realizado o campeonato sul-americano, foi uma grande experiência”, disse ele sobre sua participação nesse torneio.

Graças ao seu desempenho na competição, os olheiros brasileiros o notaram e, em poucos meses, ele foi chamado para fazer um teste para o futebol de campo. Rios aceitou e se mudou da Colômbia para aproveitar a oportunidade.

Ele foi admitido no time juvenil do Flamengo, onde estreou em setembro de 2020, mas não foi considerado para a equipe principal e foi emprestado para o Mazatlán do México.




– O momento mais difícil –

No clube mexicano, ele só conseguiu jogar seis partidas antes de sofrer uma lesão terrível que o deixaria fora dos gramados por mais de meio ano.

“No México tive a infelicidade de ter uma lesão, que é o pior momento para um atleta, tive uma ruptura do ligamento cruzado e outras lesões que comprometeram meu joelho, fiquei sete meses fora de campo, foi um momento muito complicado, mas tive o apoio da minha família, do clube e dos meus companheiros. Isso me fez amadurecer mais, foi algo muito importante na minha carreira, embora tenha sido difícil porque eu tinha 21 anos, naquele momento pensei em voltar mais forte e continuar com a minha carreira”,lembrou da experiência ruim que teve no Mazatlán.



– No topo –

Depois dessa experiência ruim, era hora de Ríos voltar ao Brasil, mas o Flamengo decidiu não contar com ele e surgiu o Guarani da segunda divisão, onde ele se destacou e chamou a atenção do Palmeiras.

“É muito gratificante para mim, para minha família e amigos, que times tão grandes tenham me notado, foi uma honra ter jogado nos clubes que joguei e agora estar em um clube tão grande como o Palmeiras”, disse ele, fazendo uma retrospectiva de sua carreira.

Com o Verdão, Richard Ríos conquistou o campeonato brasileiro em 2023, disputando 37 partidas na temporada, além de 10 na CONMEBOL Libertadores e outras 6 na Copa do Brasil.

“Sair do país não é fácil para ninguém, então isso me motiva, nós que somos de fora do Brasil o vemos como o país do futebol, então para mim é uma honra estar aqui e em um clube tão grande”, disse ele sobre sua experiência no futebol brasileiro.

Também foi convocado novamente pela seleção colombiana, mas desta vez no futebol de campo, onde já disputou jogos das Eliminatórias Sul-Americanas para a Copa do Mundo da FIFA Estados Unidos, México e Canadá 2023.



– Acredite Sempre –

Hoje, como muitos jogadores de futebol sul-americanos, Richard Ríos tem dois objetivos principais: ganhar a CONMEBOL Libertadores e continuar jogando pela sua seleção nacional para representá-la em uma Copa do Mundo.

“Para nós, sul-americanos, a CONMEBOL Libertadores é algo muito grande, disputar esse torneio sempre será importante, então nos dá esperança, Acreditar Sempre é vencê-l ou chegar à melhor fase possível”, disse ele sobre o torneio continental.

Quanto à Copa do Mundo, ele lembrou os jogadores colombianos que fizeram história na competição, como James Rodríguez, Falcao e Cuadrado, além de Valderrama, Fredy Rincón, René Higuita e Asprilla, que, embora não sejam de sua geração, ele reconhece “porque foram grandes jogadores”.

“Jogar uma Copa do Mundo é um sonho que pretendo realizar. Deus permita que eu consiga, mas acho que primeiro tenho de me sair bem no clube onde estou e continuar trabalhando para chegar lá um dia”, revelou sobre o principal torneio de seleções.

“Minha carreira eu definiria como ‘resiliência’, eu estive no futebol, não deu certo, fui para o futsal, tive uma lesão, saí do país jovem sem minha família, tem que ser muito forte para isso. Cheguei ao Brasil sozinho, não falava a língua, foi um dos momentos mais difíceis da minha carreira, mas os companheiros de equipe que eu tive na época, os amigos próximos que tive no Rio e meus pais me ajudaram muito”,terminou.




CONMEBOL.com

Ultimas Noticias