NOTICIA DESTACADA

Faltam 100 dias para o desafio da Copa do Mundo 2022 no Catar
Faltam 100 dias para o desafio da Copa do Mundo 2022 no Catar
Confira os grupos da CONMEBOL Sub-20 de Futsal Feminino
Confira os grupos da CONMEBOL Sub-20 de Futsal Feminino
Fixture das Semifinais da CONMEBOL Libertadores e da CONMEBOL Sudamericana 2022
Fixture das Semifinais da CONMEBOL Libertadores e da CONMEBOL Sudamericana 2022

Alejandro Domínguez: “Corrupção nunca mais”

“Isto é algo inédito e histórico”, bem como iniciou sua alocução o Presidente da Confederação Sul-Americana de Futebol na abertura da 1ª Reunião de Comissões Permanentes e Órgãos Judiciais que se realiza nesta segunda 7 de agosto no Hotel Bourbon da cidade de Luque, Paraguai.

“É um momento histórico para nós como instituição e para nós como pessoas. Havia quem anelavam que isto pudesse ocorrer e outros que pensavam que isto jamais ia acontecer, o certo é que hoje nos encontramos em um dia histórico para o futebol sul-americano que é celebrar mas também isto faz com que cada dia aumente as responsabilidades para nós”, continuou.

Domínguez comentou que este ano cumpre 21 anos como dirigente de futebol em forma ininterrupta e que “em plena crise, um grupo de dirigentes com muita valentia, vimos uma oportunidade para o crescimento do futebol. Há um ano nos propusemos quatro eixos: contas claras, fazer justiça, construir uma nova instituição e gerar mais recursos através do futebol e para o futebol”.

– Única Confederação em realizar auditorias –

O Presidente da instituição sul-americana enfatizou que a CONMEBOL foi a única Confederação, incluindo a FIFA, que instalou e concluiu uma auditoria interna e que anunciou os resultados da mesma, ademais de acionar contra as pessoas responsáveis que estiveram ao frente da CONMEBOL nos últimos anos. “Na CONMEBOL fizemos as primeiras auditorias tanto internas como externas, pela primeira vez nos pusemos em dia com o fisco, com o Instituto de Previsão Social, também temos uma direção de Ética e Cumprimento…”.

– Organização vítima –

Domínguez continuou “Estávamos vistos como uma organização criminal e isso é tão importante porque quem lhes fala como presidente e responsável, em um momento dado escutei que a FIFA estava solicitando o ressarcimento dos fundos que se haviam recuperado da justiça e minha incógnita era saber porque a FIFA ia pedir isso quando todos sabemos que isso em grande porcentagem é dinheiro do futebol sul-americano e não do futebol mundial. Essa surpresa levamos e passamos a ter a figura de uma associação vítima no momento que quisemos recuperar os fundos, isso foi muito importante para a justiça americana. Isso significa que uma vez que esse dinheiro esteja disponível, a CONMEBOL vai estar com as possibilidades de reclamar a restituição desse dinheiro que, até a data, creio que são 44 as pessoas encausadas, e já se recuperou mais de 300 milhões de dólares, no qual significa uma expectativa muito alta para nós”, explicou.

– Estatuto novo – 

“O motivo de que estamos aqui é porque há um Estatuto novo, no qual defende a organização das pessoas, o anterior defendia as pessoas da organização. O mais importantes do Estatuto que hoje temos é que esta organização é profissional e política. A profissional está encabeçada por um secretário geral e um corpo de profissionais que estão trabalhando aos efeitos de que isto se projete como uma organização sustentável e com uma planificação a longo prazo”, enfatizou o presidente da CSF.

– O futebol nos inspira… A bola nos une… – 

“No futebol, América do Sul é a melhor. Seja por nossos jogadores, técnicos, árbitros e torcidas. Nós nos inspiramos naqueles que desde pequenos sonharam e acreditaram sempre e que o futebol os motivou a chegar a ser quem são e, portanto hoje nos sentimos respeitados no mundo”, indicou.

“A bola nos une e a impressão digital é o crédito que o futebol sul-americano conseguiu, que é inigualável a nenhuma outra Confederação”.

– Corrupção nunca mais – 

“Estamos no momento mais importante, o Conselho aprovou uma metodologia que nunca antes se havia feito na CONMEBOL, que é ir via licitação atrás da melhor fórmula de vender nossos ativos de forma completamente transparente e profissional. E o segundo passo são as vendas dos direitos televisivos, digitais, marketing e de qualquer outra maneira nós possamos gerar entradas que cheguem ao futebol e, acreditem senhores, que isto traz inimigos, tem gente que não quer que isto aconteça e de fato, só foi denunciar que já começaram os ataques sem fundamentos, porém na verdade sei que este é um processo que ocorre, o futebol ganhou e, se perdemos são os corruptos que ganham; aqui há um compromisso pessoal, corrupção nunca mais e se não estamos em um lugar equivocado. Com mais inverstimento há futuro e há desenvolvimento no futebol”.

“O futebol somos nós, o futebol são vocês….”

Por sua parte José Astigarraga, Secretário Geral da instituição deu a conhecer os presentes a constituição da Nova CONMEBOL e as principais conquistas.

Outrossim Graciela Garay, diretora de Ética e Cumprimento expôs sobre as funções das Comissões Permanentes e a estrutura detalhada dos Órgãos Judiciais.

Na Reunião participam os membros do Conselho da CONMEBOL, como os presidentes, vice-presidentes e membros de cada uma das Comissões e Órgãos Judiciaos da CONMEBOL.

 

 

 

 

CONMEBOL.com

Últimas Noticias