NOTICIA DESTACADA

Faltam 100 dias para o desafio da Copa do Mundo 2022 no Catar
Faltam 100 dias para o desafio da Copa do Mundo 2022 no Catar
Confira os grupos da CONMEBOL Sub-20 de Futsal Feminino
Confira os grupos da CONMEBOL Sub-20 de Futsal Feminino
Fixture das Semifinais da CONMEBOL Libertadores e da CONMEBOL Sudamericana 2022
Fixture das Semifinais da CONMEBOL Libertadores e da CONMEBOL Sudamericana 2022

Choques de alta tensão em nova jornada de revanches

Nesta quarta-feira serão disputados três jogos de revanche pela Segunda Fase da CONMEBOL SUL-AMERICANA 2017, provocando emoção e suspense, em busca dos últimos classificados para as Oitavas de Final: Liga de Quito (EQU) x Bolívar (BOL); Deportes Iquique (CHI) contra Independiente (ARG) e Olímpia (PAR) ante Nacional (PAR).

Liga de Quito recebe Bolívar com a missão de reverter o resultado de ida

Com vontade de mudar o 1-0 no duelo de ida para passar às Oitavas de Final da CONMEBOL SUL-AMERICANA 2017, Liga de Quito receberá o boliviano Bolívar nesta quarta-feira, convocando dois novos reforços estrangeiros.

A Liga, que anda aflita no atual torneio nacional (com 23 pontos em 25 partidas), está disposta em alcançar o triunfo de local para tirar o sabor da vitória que Bolívar conseguiu no dia 12 de julho no Estádio Hernando Siles de La Paz.

A equipe alva, monarca do campeonato regional de 2009, poderia enfrentar a ‘academia’ alinhando com o meiocampista Sherman Cárdenas (colombiano, ex-vitória do Brasil), que acaba de ser contratado juntamente com o defesa Lucas de Lima Tagliapietra (brasileiro nacionalizado italiano, ex-Boa Vista de Portugal).

Ambos os jogadores “melhoraram nos últimos dias, sendo praticamente lógico, pois não jogaram muito antes de vir” à Quito, declarou à prensa o uruguaio Pablo Repetto, técnico do ‘Rei de Copas’ equatoriano que no seu historial possui os títulos da LIBERTADORES de 2008 e da RECOPA Sul-Americana de 2009 e 2010.

Por sua vez, o capitão da centenária ‘AKD’, o espanhol Beñat San José, declarou que “vamos confiados que faremos uma boa partida” na capital equatoriana.

“Temos que fazer uma forte barreira, e jogar nosso futebol quando tivermos a bola, buscando nossa melhor técnica para chegar ao arco rival. Vamos ir com tudo frente a este complicado adversário”, acrescentou.

Os juízes serão os paraguaios Eber Aquino (central), acompanhado pelos bandeirinhas e compatriotas Carlos Cáceres e Roberto Cañete.

Estatísticas

Liga de Quito – Bolívar

Amplo historial dos 9 encontros internacionais oficiais

Quatro vitórias de Bolívar, três de Liga de Quito e 2 empates com uma curiosidade: nunca houve um visitante triunfador

Liga de Quito local

Registra três sem ganhar por torneios Conmebol, desde o dia 23 de fevereiro de 2016 ante San Lorenzo 2-0 (Diego Morales 2) pela Copa Libertadores

Excelente rendimento na Copa Sul-Americana: 21 – 4 – 4

Dos últimos 20 jogos perdeu apenas um: Universidad de Chile 1-0 (Vargas) na final da edição 2011

Oficialmente recebeu em 8 ocasiões equipes da Bolívia (6 – 1 – 1)

A única derrota foi com The Strongest 3-0 (Coelho, Escobar, Cristaldo) na Copa Sul-Americana 2005

Bolívar visitante

Em torneios Conmebol leva três derrotas consecutivas e 10 sem triunfos. O último aconteceu no dia 26 de março de 2014 ante León F. C. por 1-0 (Ferreira) pela Copa Libertadores

Na Copa Sul-Americana apenas ganhou uma das 17 que disputou: Aurora 2-1 (Morel – Sandy, Tufiño) no dia 12 de agosto de 2004, que nunca conquistou fora do seu país

Equador sempre foi um local complicado para Bolívar. Apresentou-se neste lugar 8 vezes, com 7 derrotas e 1 empate. Este foi ante Liga de Quito 1-1 (Murillo – Chiorazzo) no dia 25 de novembro de 2004

Árbitro – Eber Aquino

Será sua quinta partida pela Copa Sul-Americana

Três nesta edição: Dep. Anzoátegui 3 – Huracán 0, Fluminense 2 – Liverpool 2 e Fuerza Amarilla 1 – Santa Fe 1

Nunca comandou Liga de Quito e arbitrou uma vez o Bolívar: U. de Concepción 0-2 (Sul-Americana 2016).

 

Independiente busca no deserto ante Iquique definir o passe às Oitavas 

Com uma vantagem de 4-2 na ida, mas afetado pelas baixas, Independiente da  Argentina enfrentará na quarta-feira na altura de Calama, norte chileno, o Deportes Iquique para definir o passe às Oitavas da CONMEBOL SUL-AMERICANA 2017.

Na partida de ida, os argentinos superaram os chilenos durante vários momentos do jogo, mas Iquique resistiu, evitou uma goleada e alcançou dois gols de visita que o permite sonhar. 

A altura de Calama, uns 2.600 metros de altitude, e algumas baixas por lesão são interrogantes sobre a visita.

A equipe liderada por Ariel Holan não contará com o atacante Martín Benítez, que sofreu uma distorção no joelho direito, ausência que poderia somar o capitão Nicolás Tagliafico, que também se recupera de uma lesão no tornozelo.

Outra baixa por lesão é a de Juan Sánchez Miño, que sofreu um machucado.

‘Los Diablos Rojos’ encontrarão pela frente um difícil e experiente time chileno, ‘Los Dragones Celestes’, que estão enfocados em manter em zero o seu arco, primeira tarefa da equipe de Jaime Vera, que buscará uma maneira para enfrentar um rival que em seu território mostrou-lhe os dentes. 

Um tropeço na arrancada do Torneio Transición do Chile, com uma derrota estreita ante Everton, somou para a derrota dos chilenos que já se despediram da LIBERTADORES 2017.

Iquique junto com Palestino são as duas equipes chilenas que continuam na carreira da Sul-Americana.

O duelo será disputado no Estádio “Zorros del Desierto” de Calama, uma distância de 1.500 km ao norte de Santiago, a partir das 20:45, com a arbitragem do brasileiro Rapahel Claus assistido pelos compatriotas Bruno Pires e Dewson Silva.

Estatísticas:

Dep. Iquique – Independiente

O único antecedente oficial foi a vibrante partida de ida, disputada no dia 12 de julho, onde Independiente venceu por 4-2 (Franco, Barco, Fernández, Domínguez – Bielkiewicz, Espinoza)

Dep. Iquique local

Registra duas vitórias consecutivas por torneios Conmebol, ambas na fase de grupos deste ano pela Copa Libertadores: Zamora F. C. 4-3 e Grêmio 2-1

Na Copa Sul-Americana nunca recebeu gols em suas três apresentações: Universidad Católica 0-0 (2011), Nacional 2-0 (2012) e Universitario de Sucre 1-0 (2014)

Foi derrotado uma única vez quando recebeu uma equipe argentina de forma oficial: Vélez Sársfield 1-3 (Villalobos – Domínguez, Romero, Copete) no dia 2 de abril de 2013

Independiente visitante

Pela Copa Sul-Americana registra seis sem perder, desde o dia 8 de novembro de 2012: Universidad Católica 2-1 (Ríos 2 – Santana)

Nunca ganhou no Chile nas suas 10 apresentações por torneios Conmebol

Perdeu 5 e empatou 3. Estes foram: Colo Colo 0-0 (Final Copa Libertadores 1973), Universidad Católica 0-0 (Grupo semifinal Copa Libertadores 1984) e Universidad Católica 3-3 (Fase de grupos Copa Mercosul 2000)

Árbitro – Raphael Claus

Tem 7 duelos pela Copa Sul-Americana

Dois na atual edição: Estudiantes de Caracas 2 – Sol de América 3 e Sportivo Luqueño 2 – Deportivo Cali 1

Nunca arbitrou oficialmente as equipes Deportes Iquique e Independiente.

 

Olímpia e Nacional lutarão por quebrar o empate em vibrante duelo paraguaio

Um empate de 1-1 no duelo de ida da Segunda Fase da CONMEBOL SUL-AMERICANA 2017 e mesmo resultado no sábado anterior pelo campeonato paraguaio, convidam Olímpia e Nacional para a reverter este panorama nesta quarta-feira, quando se enfrentarão por uma vaga nas Oitavas de Final do Campeonato Continental.

Porta-vozes do Olímpia, um dos clubes mais populares do Paraguai, estimam um público de 30.000 pessoas que estarão presentes na noite desta quarta-feira no Estádio Defensores del Chaco.

Ambas as equipes não puderam tirar proveito nas duas partidas que disputaram em menos de um mês, a partida de ida pela SUL-AMERICANA e o jogo pelo Campeonato Clausura local no final da semana passada (1-1).

O DT do Olímpia, Ever Almeida, guardou para este crucial encontro o experiente atacante Roque Santa Cruz, o goleador Néstor Camacho, o defesa Darío Verón e o volante Richard Ortíz.

“Eu quero todos, mas saudáveis”, declarou Almeida em uma conferência de prensa. “A revanche não será fácil”, admitiu o Técnico.

O defesa do Nacional, Carlos Bonet, admitiu que Olímpia tem a favor uma diferença de gol, mas mesmo assim “tudo está bastante parelho”.

“A partida deve ser disputada. Somos conscientes que devemos lutar”, enfatizou.

O duelo estará sob o comando do árbitro brasileiro Wilton Sampaio, acompanhado pelos bandeirinhas e compatriotas Rodrigo Correa e Guilherme Díaz.

Estatísticas:

Olímpia – Nacional de Assunção

Nivelado historial em partidas internacionais oficiais

Duas vitórias do Olímpia, uma do Nacional e dois empates

Olímpia local

Em torneios Conmebol apenas perdeu uma das últimas 10: Pumas 2-0 (Quiñones, Sosa) no dia 1 de março de 2016 pela Copa Libertadores

Excelente rendimento na Copa Sul-Americana (5 – 5 – 1)

Sua única derrota foi ante Emelec 1-0 (Nasuti) no dia 28 de agosto de 2012

Recebeu outras equipes do seu país em 29 ocasiões por torneios Conmebol (13 – 11 – 5)

Nacional de Assunção visitante

Será seu encontro número 30 por torneios Conmebol: 3 – 8 – 18

Seus triunfos foram: Olímpia 2-1 (Libertadores 1983), El Nacional 5-0 (Libertadores 2009) e Universidad de Concepción 3-1 (Sul-Americana 2015)

Árbitro – Wilton Sampaio

Registra 5 partidas pela Copa Sul-Americana

Debutou no campeonato no dia 22 de agosto de 2013: Portuguesa 1 – Bahía 2

Nunca comandou o Nacional e arbitrou uma vez o Olímpia: Emelec 2-2 (Libertadores 2016).

 

 

 

CONMEBOL.com / AFP

Estatísticas: Eduardo Bolaños

 

 

 

Últimas Noticias