NOTICIA DESTACADA

2 times brasileiros e 1 equatoriano conquistam leve vantagem no torneio
2 times brasileiros e 1 equatoriano conquistam leve vantagem no torneio
CONMEBOL deixa de exigir teste negativo de COVID para suas competições
CONMEBOL deixa de exigir teste negativo de COVID para suas competições
Detentores de direitos televisivos confirmados para a Sub-20 Intercontinental
Detentores de direitos televisivos confirmados para a Sub-20 Intercontinental

Colômbia, Paraguai e Argentina avançam para as Semifinais

  • Colômbia e Paraguai se confirmaram para as Semifinais do Grupo A da CONMEBOL Copa América Feminina
  • Argentina se junta ao Brasil enquanto as equipes avançam para a próxima fase do Grupo B
  • Venezuela e Chile disputarão o quinto lugar para decidir a classificação para a repescagem da Copa do Mundo Feminina de 2023.

O término da Fase de Grupos da Conmebol Copa América teve sua definição emocionante do início ao fim. Brasil e Colômbia dominaram seus respectivos grupos e ambos terminaram na 1ª posição com uma pontuação ideal.

Paraguai e Argentina se juntaram à tripulação do barco dos classificados, ambos com triunfos no último dia de jogo da rodada. A ‘Albirroja’ derrotou o Equador na prorrogação por 2-1, enquanto a ‘Albiceleste’ venceu a Venezuela por 1-0.

Grupo B

A seleção brasileira goleou o Peru por 6 a 0 nesta quinta-feira, na última rodada do Grupo B. Em uma grande exibição, a ‘Canarinho’ novamente mostrou um bom jogo e acima de tudo muita força nos momentos finais.

As jogadoras comandadas pela técnica sueca Pia Sundhage não decepcionaram. No topo, elas fecharam a primeira fase com outra apresentação brilhante, para fazer uma pontuação perfeita: 12 de 12.

-Estatísticas-

  • Paraguai registra sua primeira vitória contra o Equador na Copa América Feminina na segunda partida entre as duas seleções. Assim, iguala o recorde, após a vitória de La Tri em 1998 por 3-0.
  • Com este triunfo, o Paraguai consegue unir três vitórias consecutivas na Copa América Feminina pela segunda vez em sua história. A última vez foi em 2006, quando derrotou Bolívia, Venezuela e Peru.
  • Equador marcou gols em todas as partidas da Fase de Grupos da Copa CONMEBOL América 2022 (1V e 3D), algo que só conseguiu duas vezes: em 2003 (2PJ – 1V e 1E) e em 2010 (4PJ – 3V e 1D).
  • Fanny Godoy (Paraguai) venceu 15 duelos individuais contra o Equador, a maior marca para uma jogadora na atual Conmebol Copa América Feminina, na mesma partida.
  • Com 15 arremates, esta foi a 2ª partida com mais tiros a gol do Equador na CONMEBOL Copa América 2022, superada apenas pela partida contra a Bolívia, com 16.

Um gol da meio-campista Florencia Bonsegundo deu a classificação às Semifinais da Copa América Feminina para a Argentina, que derrotou a Venezuela por 1 a 0 na última rodada do Grupo B e acabou com a ilusão da ‘Vinhotinto’, que terminou em terceira posição no grupo.

Com este resultado, a ‘Albiceleste’ disputará a Final contra a anfitriã Colômbia, tendo terminado em 2º lugar no grupo, atrás do Brasil. A Venezuela enfrentará o Chile no domingo pelo 5º lugar do torneio, que tentará a repescagem para a Copa do Mundo na Austrália-Nova Zelândia 2023.

Grupo A

O Paraguai venceu o Equador por 1 a 2, nesta quarta-feira, na última rodada do Grupo A da Copa América Feminina, na Colômbia, com um gol aos 91 minutos do 2º tempo, com um gol de Lice Chamorro e chegou à Fase Final do torneio continental pela segunda vez em sua história, depois de tê-lo alcançado na edição de 2006.

A ‘Albirroja’, que suportou o ataque do rival nos últimos minutos, também garantiu, pelo menos, jogar uma das repescagens para a Austrália-Nova Zelândia 2023, onde espera participar pela primeira vez de uma Copa do Mundo feminina.

-Estatísticas-

  • Paraguai registra sua primeira vitória contra o Equador na Copa América Feminina na segunda partida entre as duas seleções. Assim, iguala o recorde, após a vitória de La Tri em 1998 por 3-0.
  • Com este triunfo, o Paraguai consegue unir três vitórias consecutivas na Copa América Feminina pela segunda vez em sua história. A última vez foi em 2006, quando derrotou Bolívia, Venezuela e Peru.
  • Equador marcou gols em todas as partidas da Fase de Grupos da Copa CONMEBOL América 2022 (1V e 3D), algo que só conseguiu duas vezes: em 2003 (2PJ – 1V e 1E) e em 2010 (4PJ – 3V e 1D).
  • Fanny Godoy (Paraguai) venceu 15 duelos individuais contra o Equador, a maior marca para uma jogadora na atual Conmebol Copa América Feminina, na mesma partida.
  • Com 15 arremates, esta foi a 2ª partida com mais tiros a gol do Equador na CONMEBOL Copa América 2022, superada apenas pela partida contra a Bolívia, com 16.

A Colômbia jogou no Estádio Centenário da Armênia pela primeira vez nesta Conmebol Copa América Feminina e arrancou aplausos logo aos 4 minutos do primeiro tempo. E foi ninguém menos que a histórica Catalina Usme, quem conseguiu marcar pela primeira vez no campeonato. As anfitriãs surpreenderam o Chile com uma goleada de 4-0.

Com a vitória, as colombianas terminaram em 1º lugar do Grupo A, com uma pontuação ideal após quatro vitórias, sofrendo apenas três gols.

-Estatísticas-

  • A Argentina venceu as duas partidas que disputou contra a Venezuela até agora pela CONMEBOL Copa América Feminina. A anterior foi na edição de 2018 (2-0).
  • Com nove pontos graças a três vitórias, a Argentina iguala o número de pontos alcançados na Fase de Grupos de 2010, 2014 e 2018, classificando-se em todas essas ocasiões para a próxima fase da Conmebol Copa América Feminina.
  • A Seleção Argentina consegue acumular três partidas consecutivas sem sofrer gols na CONMEBOL Copa América Feminina pela primeira vez desde a edição de 2014, onde adicionou quatro arcos invictos (3V e 1E).
  • Gabriela Garcia fez nove entradas contra a Argentina, o maior recorde de uma jogadora venezuelana em um jogo da CONMEBOL Copa América, contando as duas últimas edições. Ela supera Petra Cabrera, com oito, também contra a ‘Albiceleste’, em 2018.
  • Yamila Rodríguez marcou quatro gols e deu duas assistências para a Argentina na Fase de Grupos da CONMEBOL Copa América Feminina, participando assim de 60% dos gols da seleção de Portanova.

– Estatísticas –

  • Esta é a segunda vitória da Colômbia contra o Chile pela CONMEBOL Copa América Feminina em seis jogos (3E e 1D) e a primeira desde o primeiro confronto entre eles: 5-1 na edição de 1998.
  • A Colômbia amplia sua invencibilidade para 13 jogos na Fase de Grupos da Copa América (12V e 1E). A única vez que ele não conseguiu vencer foi contra o Chile, no empate por 1 a 1 em 2018.
  • Com esta vitória, a Colômbia termina a Fase de Grupos com uma pontuação perfeita pela 2ª vez na história da CONMEBOL Copa Conmebol América: anteriormente aconteceu na edição de 2014, onde também obteve quatro vitórias.
  • Chile teve mais posse de bola do que todos os seus rivais nesta Fase de Grupos da CONMEBOL Copa América 2022: no jogo de hoje, alcançou 51,6% e teve média de 58% nessas quatro partidas.
  • Com 93%, Liana Salazar registrou a melhor efetividade de passe para uma jogadora colombiana em uma partida desta CONMEBOL Copa América Feminina, entre aqueles que acertaram pelo menos 20 passes.

No domingo, as atividades da CONMEBOL Copa América Feminina continuam com o jogo entre as seleções da Venezuela e do Chile disputando o 5º lugar.

Na terça-feira, 26 de julho e quarta-feira, 27 de julho, serão disputadas as Semifinais do campeonato, que pela primeira vez entregará prêmios monetários às finalistas.

CONMEBOL.com / OPTA

Ultimas Noticias