NOTICIA DESTACADA

Richarlison brilha e Brasil começa com pé direito
Richarlison brilha e Brasil começa com pé direito
Argentina inicia seu sonho mundialista
Argentina inicia seu sonho mundialista
Alejandro Domínguez: “Aqui mostramos a essência e as raízes do melhor futebol do mundo”.
Alejandro Domínguez: “Aqui mostramos a essência e as raízes do melhor futebol do mundo”.

CONMEBOL apoia candidatura conjunta do Uruguai, Argentina, Paraguai e Chile para a Copa do Mundo 2030

  • Quase 100 anos após a realização da primeira Copa do Mundo na América do Sul, Uruguai, Argentina, Paraguai e Chile lançaram oficialmente sua candidatura para sediar o maior evento do futebol em 2030.
  • O presidente da Confederação Sul-Americana de Futebol, Alejandro Domínguez, participou do evento realizado nesta terça-feira, 02 de agosto, na capital uruguaia, juntamente com autoridades nacionais e esportivas dos países aliados.

Uruguai, Argentina, Chile e Paraguai apresentaram no dia de hoje sua candidatura conjunta para albergar o Mundial 2030, quando se cumprirão 100 anos da primeira Copa do Mundo, que ocorreu em Montevidéu, em uma candidatura quadripartida inédita para albergar o maior evento do futebol.

Autoridades do futebol dos quatro países oficializaram a indicação, que espera trazer o evento de volta à América do Sul após o Brasil 2014. Para o lançamento, foi realizada uma coletiva de imprensa no Estádio Centenário de Montevidéu, local emblemático para a ocasião, onde o Uruguai derrotou a Argentina na final por 4-2 para ser coroado o primeiro campeão mundial.

“Temos que honrar a memória daqueles que Acreditaram Sempre e apostaram pela primeira vez na organização de uma Copa do Mundo neste continente”. Esta proposta me deixa muito orgulhoso, porque nos ensina a jogar em equipe, e isto foi muito bem compreendido pelos três países que se juntaram ao Uruguai, que é a nação simbólica por sediar e ser o berço do que conhecemos hoje como a maior festa do futebol”. , destacou Alejandro Domínguez, durante seu discurso.

Nesse marco, a CONMEBOL demonstra seu apoio aos quatro países, apontando a posicionar a candidatura como selo de um “Mundial Centenário”.

O objetivo é um desejo de longa data que se começou a formar entre Uruguai e Argentina alguns anos atrás. Em 2017, na prévia de um encontro entre suas eleções pelas Eliminatórias Sul-Americanas, Luis Suárez e Lionel Messi posaram juntos com números em suas camisas que formavam 2030, dando início a uma campanha que, mais tarde, Paraguai e Chile se juntariam.

“Ao fazer 100 anos, o Mundial deve voltar a sua casa original, a América do Sul”, enfatiza o presidente da CONMEBOL; em total respaldo à candidatura sul-americana.

O Estádio Centenário, um símbolo universal do esporte, sediou pela primeira vez um evento de futebol ecumênico com duas equipes sul-americanas como finalistas. Para destacar, relembrar e honrar a memória desses protagonistas, as Associações do Uruguai, Argentina, Paraguai e Chile trabalharão unidas para poder comemorar o 100º aniversário da Copa do Mundo, mais uma vez em casa, em solo sul-americano.

CONMEBOL.com

Ultimas Noticias